terça-feira, 29 de novembro de 2016

2nd Avenue Line: 100 Anos de Espera

Projetada para 1919, o metrô sob a Segunda Avenida em Manhattan será finalmente inaugurada em 31 de Dezembro de 2016. As obras chegaram a começar durante o Século XX mas foram interrompidas por falta de verbas.

A Linha Q fará o serviço das três primeiras estações, que transportarão cerca de 200 mil pessoas por dia e desafogará as demais linhas de metrô de Nova Iorque.

A expansão continua em ritmo lento (de acordo com o fôlego financeiro da cidade) pelos próximos anos. Ao concluir a quarta fase, a linha cortará toda a ilha de Manhattan.

Confira algumas fotos e mapas das obras.




terça-feira, 22 de novembro de 2016

Tatuzões de Fortaleza (CE) Estão Apodrecendo

O Metrô de Fortaleza foi aberto à população em 01 de Outubro de 2014. Até hoje, nenhuma das cinco linhas projetadas foram inauguradas (Leste, Maranguape, Mucuripe, Oeste e Sul). Apenas 18 das 20 estações da Linha Sul estão operando.

Para a Linha Leste, o Governo Estadual, com ajuda do Governo Federal, iria investir R$ 2,3 bilhões e comprou quatro tatuzões. Até hoje, apenas 1% desta linha está pronta e os tatuzões sequer foram montados. Eles estão apodrecendo num pátio de um terreno estadual (foto). A manutenção deste equipamento custa R$ 1 milhão por mês.

Nete blog nós falamos dos sistemas metroviários de:

Brasil:
Belo Horizonte (MG)
Curitiba (PR)
Fortaleza (CE)
Porto Alegre (RS)
Recife (PE)
Salvador (BA)
São Paulo (SP)
Teresina (PI)

Américas:
Buenos Aires (Argentina)
Chicaco (Estados Unidos)
Cidade do México (México)
Cidade do Panamá (Panamá)
Nova Iorque (Estados Unidos)
Santiago (Chile)
Santo Domingo (República Dominicana)
Toronto (Canadá)
Vancouver (Canadá)

Europa:
Baku (Azerbaijão)
Copenhague (Dinamarca)
Estocolmo (Suécia)
Frankfurt (Alemanha)
Lisboa (Portugal)
Madrid (Espanha)
Milão (Itália)
Moscou (Rússia)
Paris (França)
Sevilla (Espanha)
Sochi (Rússia)
Varsóvia (Polônia)
Viena (Áustria)

África:
Argel (Argélia)
Cairo (Egito)
Lagos (Nigéria)

Ásia:
Cingapura (Cingapura)
Doha (Qatar)
Dubai (Emirados Árabes)
Mecca (Arábia Saudita)
Nova Déli (Índia)
Pyongyang (Coréia do Norte)
Tashkent (Uzbequistão)
Tóquio (Japão)

Oceania:
Sydney

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Investimento na Sinalização Automática

A concessionária Metrô Rio está instalando a sinalização automática e este investimento deve estar pronto até Fevereiro de 2017.

A Estação General Osório e a Estação Uruguai da Linha 1; e a Estação Cidade Nova da Linha 1A já estão operando com o novo sistema.

Nos próximos meses a Estação Nossa Senhora da Paz, a Estação Jardim de Alah, a Estação Antero de Quental, a Estação São Conrado e a Estação Jardim Oceânico também ganharão a automatização. 

terça-feira, 8 de novembro de 2016

O Maior Metrô Abandonado do Mundo: Cincinnati (EUA)

O metrô de Cincinnati passou por todos os processos que um sistema metroviário normalmente passa. Ele foi planejado na década de 1910, após muitos projetos para solucionar a mobilidade urbana falharam no município. Em 1916, a Câmara de Vereadores aprovou um empréstimo para o projeto e a população o aprovou através de um plebiscito em 1917. Só que com a entrada dos Estados Unidos na I Guerra Mundial, as obras foram adiadas. Com custos e juros mais altos após a guerra, os trabalhos finalmente foram iniciados em 1920.
A Lei Seca do final dos anos 1920 impactou severamente as finanças da cidade. Para acabar de vez com a obra do metrô tivemos a Grande Depressão de 1929.  O Prefeito Murray Seasongood dispensou a Comissão do Metrô fazendo com que seu próprio gabinete assumisse a responsabilidade pelo projeto e suspendeu as obras até a melhora da economia.

Nos anos 30 e 40 alguns projetos foram apresentados para concluir a obra mas nunca saíram do papel. O empréstimo dos anos 10 e 20 foram finalmente quitados em 1966. Nos anos 60, os túneis armanezavam vinhos e recebiam turistas interessados em conhecer a produção de álcool. Nos anos 70, surgiram projetos de transformar alguns túneis em boates. Finalmente, nos anos 80, começou-se a alugar os espaços para filmes.
Hoje, a receita do metrô de Cincinnati se resume à presença de turistas. Há um novo projeto em discussão para a implementação de VLTs na cidade que usariam parte dos túneis já construídos.

Em 2008, um estudo de engenharia classificou a estrutura construída como ótima. O custo anual de manutenção do sistema já construído está calculado em US$ 2,6 milhões. Se quiserem colocar terra e fechar os túneis, o custo chega a US$ 19 milhões. Finalmente, se quiserem concluir o metrô com o que já foi construído, custa US$ 100,5 milhões.

Os túneis hoje em dia servem de abrigo para mendigos e também para a passagem de água pluvial e algumas fibras óticas.
















terça-feira, 1 de novembro de 2016

Projeto Gávea - Carioca Segue Suspenso

Última atualização no site da Casa Civil data de Novembro de 2014.

Confira o link abaixo.

http://www.rj.gov.br/web/casacivil/exibeconteudo?article-id=2027361