terça-feira, 19 de julho de 2011

Mapa dos Transportes do Rio em 2016

A imagem mostra o mapa de como o Governo do estado está desenhando o Sistema de Transportes da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no cenário pós-2016.

Interessante observar que as estações da Transoeste já estão definidas, de Santa Cruz ao Jardim Oceânico, inclusive com os nomes das paradas.

Aparecem ainda outros projetos que mal há detalhamento, como os teleféricos que devem ligar algumas das favelas da cidade, como Rocinha, Providência, as do Complexo da Tijuca, além do (já existente) Complexo do Alemão, às redes de trem e metrô.

Outros Projetos, como o VLT do Porto, que irá da Leopoldina à Marina da Glória também aparecem.

O mapa mostra como ficarão as Linhas 1, 2, 3 e 4 do metrô.

48 comentários:

  1. Além de na prática ser uma confirmação de que más estratégias de planejamento serão definitivas, o dito mapa contém erros crassos como o que tá no bonde de Sta Teresa (não existe uma estação Fátima).

    Lamentável.

    ResponderExcluir
  2. O tradicional mapa do transporte metropolitano de São Paulo colocando só umas linhas finas nos BRTs, apresentando pouca coisa de plano futuro... Aquele já dá um banho nesse...

    ResponderExcluir
  3. Já acho BRT uma gambiarra, considero que é um jeito de iludir nós suburbanos com um pseudo-transporte de qualidade; mas este trajeto foi o auge da incompetência da Prefeitura.

    Quem em sã consciência, sai de Campo Grande e vai para Santa Cruz para ir para Barra da Tijuca? É quase como subir pra descer depois.

    O BRT deveria ir pela Estrada do Mato Alto (Na verdade nem deveria existir rs, deveria ser metrô), já que o trecho Campo Grande - Santa Cruz já é atendido pelos trens da Supervia.

    Campo Grande pode não ser um grande ponto de convergência como Barra ou Centro, mas é o bairro mais populoso do Rio e o coração comercial da Zona Oeste, o transito já está ruim, mas sem investimento em metrô subterrâneo, vai virar o terror.

    ResponderExcluir
  4. Nada me tira a impressão de que a investida em BRTs não tem a ver com planejamento, mas com a preferência (devido a algum tipo de lobby) pelo modal rodoviário..

    ResponderExcluir
  5. Este mapa foi feito por mim há um bom tempo atrás, e já se encontra razoavelmente desatualizado.

    Abs.

    ResponderExcluir
  6. Francisco, eles precisam reestabelecer diversas paradas e linhas de bondes em Santa Tereza.

    ResponderExcluir
  7. Gabriel, o Rio está atrás de São Paulo em tudo!

    ResponderExcluir
  8. Francisco, não sei não. Acho que é uma obra mais barata e rápida para gringo do COI ver.

    ResponderExcluir
  9. Oi Pedro: recebi este mapa de um vereador que recebeu isso do secretário de transportes.

    ResponderExcluir
  10. Não sabia que foi você, pensei que fosse de algum órgão de governo.

    A parada Fátima não existe.. Existe Largo das Neves.

    ResponderExcluir
  11. Esse mapa realmente chegou às mãos do Secretário de Transportes, mas contém muitos erros porque eu o fiz informalmente. Agora estou trabalhando junto com a Escola Politécnica para corrigi-lo e atualizá-lo.

    ResponderExcluir
  12. Acho BRT mais influenciado por lobby já que serão os próprios consórcios de ônibus que os administrarão. O COI não deve ter muita noção de nossa realidade ao aceitar uma linha como a TransCarioca que terá demanda diária estimada em 400.000~500.000 passageiros (quase a demanda das 2 linhas de metrô juntas há uns 3 anos) ao invés da linha 6 do metrô. Talvez os dois únicos BRT´s que suportarão a demanda sejam o TransBrasil e o TransOlímpica, talvez... pois não devemos esquecer que a intenção da Prefeitura é que algumas das atuais linhas de ônibus sejam alteradas ou extintas (exemplo: 896- S. Cruz x Barra).
    Boto pouca fé que alguns projetos deste mapa se concretizem... mas vale lembrar qué bem provável que tenhamos uma 5ª linha de BRT caso o projeto de expansão da Via Light saia do papel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A própria prefeitura admitiu que o Transbrasil vai ser o BRT com maior demanda. Aposto no Transolimpica como o de menos fluxo.

      Excluir
  13. Pedro, o Secretário de Transportes não corrigiu os erros e distribuiu para todos como se o mapa fosse dele.

    ResponderExcluir
  14. O BRT só funciona por um tempo. À medida que a cidade cresce eles se tornam obsoletos.

    ResponderExcluir
  15. Do jeito que falam do metrô de São Paulo, até parece que o mesmo está nos níveis dos metrôs de Londres, Tóquio ou Paris, quiçá o da cidade do México. Fala sério... O que São Paulo está na frente é da retórica e da demagogia.

    ResponderExcluir
  16. São Paulo está bem na frente do Rio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Miguel, as linhas em São Paulo se cruzam, aqui se encontram num ponto só, a Central do Brasil. Lá, há variedade de destinos, posso entrar na linha 3, soltar em uma estação da linha 1, pegar outro trem, de qualquer outra linha para o destino que eu quero, inclusive há integrações para fora da Capital. Lá não há preconceitos, tipo como quem mora no ABC ou quem mora na capital. Aqui sim, o metrô não passa da Pavuna, e quem mora nas cidades vizinhas, (cidades até mais próximas do Centro que Santa Cruz e Campo Grande), são motivos de preconceitos por morar longe. Lá os trens ultrapassam a região metropolitana, se o amigo de cima não sabe, o Governo do Estado pode roubar pra caramba, mas integra (não perfeitamente) as cidades... Aqui nem projeto!

      Excluir
    2. Infelizmente é isso. A Rio Trilhos desenhou a Linha 2 para sair de Belford Roxo, passar por São João de Meriti, cortar a Zona Norte e o Centro do Rio de Janeiro, seguir para Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. Infelizmente, quase nada disso foi feito.

      Excluir
  17. Verdade seja dita: o sistema metro-ferroviário de SP só não é adequado aos padrões paulistanos. Quiséramos nós, cariocas, termos 5 linhas de metrô (ainda que incompletas) e pelo menos mais 2 linhas já tomando forma independente de eventos esportivos que duram no máximo 1 mês. Detalhe: lá quase tudo (com exceção da linha 4-amarela) é administrado diretamente pelo Estado, sem essa safadeza de concessionárias que só lucram e pouquíssimo investem.

    ResponderExcluir
  18. Concordo, George. O Metrô de São Paulo precisa crescer muito também, mas já é bem melhor do que o do Rio.

    ResponderExcluir
  19. BRT = gambiarra, resolve nada só ilude.... e quem paga isso... :)
    você meu caro!
    vejam isso http://prosaepolitica.com.br/wp-content/uploads/2011/09/VLT-TTrans.pdf

    ResponderExcluir
  20. Nunca vi tanto comentário ignorante junto por tanta gente que acha que entende de alguma coisa. Nao consigo ver o mapa para avaliar questões específicas como localizações de estações, mas dai a falar que BRT é gambiarra e que é um absurdo a cidade do Rio de Janeiro está adotando esse sistema é de uma besteira assustadora.
    Mais de 120 cidades do mundo estão adotando ou já adotaram o serviço a anos e já aproveitam os seus benefícios. No final do ano passado a ONU chegou a destacar o BRT como melhor opção de mobilidade urbana exatamente por seu custo ser relativamente baixo (comparado com demais opções) e por sua implementação ser mais ágil com resultados excelentes tanto na elevação da qualidade do transporte público e consequentemente na vida da população, como na questão ambiental onde cidades como Bogotá chegaram a diminuir em 20% a emissão de CO2.
    Então por favor, parem de reclamar de tudo e apenas criticar por criticar. Estamos em um momento de ouro onde não somente a cidade do Rio de Janeiro mas todo o país tem tudo para avançar em todos os sentidos como todos nós sempre esperamos. Logico que nem tudo é ou será perfeito, mas sem duvida nunca tivemos tantos motivos para elogiar como temos hoje e com a ajuda de todos teremos muitos mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você trabalha para o Sérgio Cabral? Nem em Curitiba, que é cidade pequena, o BRT dá vazão....nem em Bogotá.

      Excluir
    2. Ninguém deve ser contra BRT, mas devem ser vias auxiliares e não principais. O transporte de massa deve ser via metro, subterrâneo ou de superfície. O ônibus da BRT transporta 200 passageiros e o trem do metro 1800. O trem do metro tem dezenas de portas e arranjo que permitem a rápida entrada e saída de passageiros. A linha do metro não tem sinais, cruzamentos, travessias nem buracos.

      Excluir
    3. O BRT no Rio está sendo contruído onde deveriam existir as linhas do metrô e por isso são criticados por mim, pelos usuários, pelos moradores, etc.

      Excluir
  21. ta na hora de atualizar isso aqui com o advento da estação gávea!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, a Estação Gávea sequer está confirmada que sairá do papel.

      Excluir
  22. Vocês falam tanto de metrô mas nunca falaram de trocar os trens (sub)urbanos da SuperVia em metrô. O custo será irrisório perto de construção de linhas e linhas de metrô. Outra coisa o BRT é para ajudar no transporte modal e não em substituir o metrô. Nenhum transporte substitui o outro. Desculpe adoro esse blog mas não consigo entender porque vocês batem tanto na tecla quanto a linha 1 ser circular e a linha 2 ir até a Praça XV.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as grandes cidades do mundo têm linhas de metrô no perímetro urbano e trens ligando a cidade ao subúrbio. Por que não no Rio? O BRT isso sim é uma aberração.

      Excluir
    2. Que tipo de aberração? Outra coisa o Metrô custa 6 bilhões para colocar 6 estações enquanto o BRT é 10 vezes menos. Outra coisa se fosse outro governador senão o Sérgio Cabral iria acontecer a mesma coisa porque todos os políticos PENSAM E AGEM IGUALMENTE NÃO MUDA NADA. O pensamento do político é de CONOLIZADO ou seja ATRASO PURO.

      Excluir
    3. Luciano, vc não pode pensar assim. É uma aberração porque custa menos, porque o transporte sobre rodas mata e fere pessoas, porque é mais poluente que o metrô. Custar menos não justifica. Até pq, assim como em Bogotá, México e Curitiba, em pouco tempo os BRTs não darão mais vazão.

      Excluir
    4. E qual a sua solução em relação a isso? Depois que criaram os BRTs? Destruiu e construir o Metrô? Outra coisa não li a sua opinião sobre políticos que são tudo a mesma coisa. Miguel estamos fritos entendeu? A maioria do povo não sabe o que está acontecendo e eles, os políticos - aí tanto faz PT, PSDB e outros - fazem aqueles que favorecem melhor empreteira. Cara o único jeito é votar nulo. Quando descobrirem a cagada que fizeram aí já não estamos mais aqui para contar história.

      Excluir
    5. Agora você fala que BRT polue e fere pessoas. Você acha o Metrô 100% seguro? E quando dá as panes que pode acontecer em qualquer lugar do mundo? E você acha que gente também não se fere no Metrô? Eu até concordo com você Miguel mas o Metrô não é tudo isso também não.

      Excluir
    6. Luciano, mesmo com BRTs, nada impede que o metrô seja construído por baixo de terra.

      Excluir
    7. Nenhum meio de transporte é 100% seguro mas meio de transporte que mais fere e mata pessoas é o rodoviário.

      Excluir
    8. Aí o custo vai para a estratosfera e você acha que nossos queridos políticos querem construir debaixo da terra em tudo qualquer lugar? Imagine levar o metrô da Arariboia até a Itaboraí por baixo da terra quanto vai custar? Ou a Linha 2 de Pavuna até Belford Roxo debaixo da terra? Miguel concordo com você que trilho é melhor que roda mas porque não troca os trens urbanos para metrô. Coloca aqueles montes de cabos que aí sim polue visualmente e energizar o trilho? Te garanto que o custo será bem menor do que construir do "zero" ou fazer tudo subterraneo. E continuo com o meu pensamento. FALTA, E MUITO, A VONTADE POLÍTICA.

      Excluir
    9. Sim, concordo, falta vontade política.

      Excluir
  23. Que fique bem claro: nós fomos enganados por políticos escroques que só pensam neles mesmos. No caso da política de transportes, este engano fica ainda mais evidente. Ainda não convencido, senhor cidadão? Aqui vai 3 motivos que explicam o porque de não acreditar no Cabral no quesito transportes públicos:

    1) Qualquer cidade bem organizada possui linhas de trem ou metrô que ligam as partes relevantes da cidade ao aeroporto (os projetos como sempre foram engavetados e um deles foi substituído por um corredor expresso de ônibus, o que explica parte do absurdo). Para citar um caso bem ilustre, na candidatura aos jogos olímpicos de 2016, Chicago, Madrid, Tóquio tinham linhas de trem ou metrô ou os dois para conectar a cidade ao aeroporto. Só o Rio não tinha e foi escolhida como cidade sede. O óbvio seria correr atrás do atraso e construí-las. O povo foi ignorado, e as reclamações aumentaram, mas nada de o governador mudar de idéia. Se esta é uma cidade turística, por que então não oferece melhores condições de transporte ao visitante (tanto nacional quanto estrangeiro)? Garanto que se sentiria agradecido e prometeria voltar com mais frequência.


    2) Nossas autoridades ignoram tanto a situação do transporte público, que os supostos corredores exclusivos para ônibus não estão dando conta. Por que será então que os construíram? E por que os nossos representantes sempre que podem tentam ludibriar nossa população, mesmo quando há veículos informativos que provam sempre o contrário? Mas mesmo assim, divulga-se para os representantes dos comitês esportivos internacionais que o transporte está uma maravilha, que em breve os congestionamentos serão coisa do passado. Pelo visto, a boa qualidade do transporte é que será coisa do passado.

    3) O Sec. Est. de transportes Júlio Lopes deveria ser preso junto com o governador pelos seguintes crimes: incompetência administrativa, negligência, falsa propaganda (exemplo nas palavras de Júlio Lopes: "Para mim é um grande orgulho ter participado no início destas obras. Estou certo de que já nas olimpíadas de 2016, o principal meio de transportes para a Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Jacarepaguá e adjacências será o metrô."), falso testemunho (lembram de quando o governador desmentiu o próprio governo?), entre outros.


    Se você se preocupa de verdade com o transporte público do Rio de Janeiro, não aceite as propostas de Cabral, pois são contraditórias e levam ao puro engano. Participem da proposta Metrô Linha 4 que o Rio precisa. Está bastante explicado aqui no blog. Espalhem para os seus amigos, pois isso pode definir o futuro do Rio. Outra proposta que eu gostaria que levassem a sério por aqui é de um usuário do blog que propôs que houvesse o Movimento Metro Linha 6 que o Rio Precisa, pois uma cidade que não tem uma linha cortando a cidade do aeroporto internacional até a região que mais cresce na cidade é puro desperdício. Por favor, espalhem a segunda causa também. Por um transporte público melhor no Rio de Janeiro, eu digo sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A população precisa se mexer, criar seus movimentos e votar certo. Não adianta reclamar e reeleger Paes e Cabral.

      Excluir
    2. Cara, não vo0tei no Tio Dudu (Eduardo Paes) nem no Cabralzinho (Sérgio Cabral) porque sei que iria piorar. E piorou. Hoje, o carro é uma necessidade, não luxo, por causa do transporte público (aqui no Rio ainda é melhor que em muitas cidades inclusive da Região Metropolitana do RJ). E, as cidades citadas, não tinham, mas, tem as linhas de trem e metrô ligando o aeroporto até os centros. Lembrando que, os aeroportos nessas cidades, ficam bem distante dos grandes centros. Mas, vejamos bem: este blog defende muito que a linha 2 do metrô vai até a Praça XV perto das Barcas passando pela Praça Cruz Vermelha. Correto? Defende, também, que a linha 1 seja circular, que passa pela Gávea e, a linha 4, vá até a Alvorada, na Barra da Tijuca. Certo? Pois bem, o blog, que sempre acompanho, NÃO FALA NADA EM RELAÇÃO AOS AEROPORTOS SANTOS DUMONT E GALEÃO. Porque meu caro amigo Miguel Gonzalez? Porque não há projetos, pelo menos que não conheça, entre os Aeroportos, principalmente o Galeão, com o resto da cidade. Porque ficam DENTRO da cidade do Rio de Janeiro. Venhamos e covenhamos que os dois aeroportos estão em localizações estratégicas. O Santos Dumont, por exemplo, fica a poucos kms da Zona Sul e do Centro. Já o Galeão fica não tão distante do Centro. Sobre os BRTs que discuti no post anterior, era que o dono desse blog só criticava o BRT dando ênfase ao metrô. Não discordo dele em alguns pontos mas, o BRT tem também as suas vantagens. O certo mesmo é o Cabral (isso não vai acontencer NUNCA na gestão dele nem dos próximos governos) era:
      1) pressionar a Supervia, junto com a "Presidenta", fazer um ramal entre o Aeroporto até a Central ou Bonsucesso;
      2) trem urbano virando metrô e retirando de vez os cabos aereos minimizando os prejuízos por furto de cabos que paraliza o serviço (muito ruim por sinal) da Supervia.
      Cara votar certo foi o que você disse. Me responda uma alternativa que salva o transporte público no Rio de Janeiro e no Brasil? Te responde brother: NENHUM e NENHUMA. Sabe porquê? Por puro e simplesmente falta de vontade política. Dinheiro tem mas, falta vontade política. Eu adoro ler e saber sobre transporte público e política mas, na hora de votar não é "votar certo" e escolher o "melhor", a "mais bem preparada". N-Ã-O E-X-I-S-T-E. Todos são iguais só mudam de nome, de lado (quando é de seu interesse), partido e rosto. Ah de sexo também. Governada por uma mulher, a "Presidenta" em relação a transporte público é pífio. Ou melhor pífia.
      PS: caro amigo Miguel. Essa situação que você citou sobre Tóquio, Madri e outras cidade é o caso de São Paulo que não tem um aeroporto dentro da cidade e sim Congonhas e Garulhos que ficam na Grande SP. Aí sim concordo em tudo que você disse mas não no caso do RJ.

      Excluir