quarta-feira, 28 de maio de 2014

Estação Jardim Botânico

A melhor alternativa para a ligação entre a Estação Jockey Club Brasileiro e a Estação Jardim Botânico é pelo eixo da Rua Jardim Botânico. Esta alternativa facilita a profundidade do túnel a ser escavada. Tal profundidade é necessária para minimizar eventuais efeitos sobre a drenagem do terreno (os lençóis freáticos, as raízes das árvores) e possibilitar as estações mais próximas da demanda.

A Estação Jardim Botânico não estava prevista na licitação da Linha 4 de 1998 mas ela é necessária para o transporte de turistas que visitam os parques do bairro e moradores.

A entrada da estação está prevista para ser no estacionamento do Hospital da Lagoa. No entanto, há um litígio entre a construtora João Fortes, gabarito da prefeitura e moradores do bairro. O terreno em frente ao hospital poderia ser usado pelo metrô: seja para canteiro de obras, seja para acesso à estação.

6 comentários:

  1. Quanto ao problema com a construtora, isso não é difícil de ser resolvido, a princípio. Em Londres, por exemplo, vi pessoalmente diversas estações de metrô com saídas diretamente para dentro de prédios comerciais - ao invés de sair pela calçada, por exemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. O problema é que isso ainda seria inédito no Rio. Há também uma questão do impacto desta prédio a ser construído tanto no trânsito do local, quanto no gabarito de altura, quanto no número de vagas que este empreendimento pretende oferecer aos proprietários de salas e aos visitantes. É uma questão complexa.

      Excluir
    2. Outra coisa que também seria inédita no Rio seria construir, com todo o vapor necessário, as diversas linhas de metrô de que precisamos. :)

      Excluir
    3. hahaha isso sim seria um grande presente para a cidade!

      Excluir
  2. Será que uma saída do metrô tão próxima ao hospital não prejudicaria o fluxo de pessoas e veículos do hospital? Será que atrapalharia a rotina do hospital?
    Quanto à construtora, está sujeita às mesmas regras de desapropriação e mudanças no zoneamento urbano que qualquer proprietário de imóvel, embora tenha mais recursos.
    Os lojistas de Ipanema e Leblon têm sofrido com os tapumes que dificultam o acesso aos seus comércios e com o desvio dos ônibus para a orla, o que faz com que muito menos gente circule em frente às suas lojas. Muitos têm tanto ou mais recursos que uma construtora, mas têm que se adaptar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, com certeza atrapalha o hospital, faz barulho que incomoda os enfermos e sabe o que é pior: os jardins do Hospital da Lagoa são de Burle Max e é tombado. Ou seja, há diversos motivos para se fazer a entrada da estação do outro lado da Rua Jardim Botânico, onde hoje há um terreno vazio.

      Excluir