sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Metrô 2020: Este Projeto É Viável

Este projeto é viável para se ter na cidade até 2020.

Leia mais no link abaixo:

http://www.metrodorio.blogspot.com.br/2012/12/o-metro-2020-dos-sonhos-dos-cariocas.html

34 comentários:

  1. Na verdade deveria haver outra estação após a Uruguai de modo a atender mais pessoas na Tijuca e facilitar (em algumas centenas de metros) a construção do túnel até a Gávea.

    EM botafogo, essa ligação "louca" que você fez de Botafogo até Laranjeiras é INVIÁVEL totalmente. O que aconteceria ali? O trem daria ré? Seria melhor ir do Dona Marta direto para Laranjeiras, na altura do Parque Guinle.

    Agora, o que me enerva mesmo é um bairro (e adjacências) como a Tijuca ser servido apenas por uma linha de metrô, quando por ali poderia - e deveria - passar pelo menos três linhas (uma delas vinda do Méier, por de baixo da Rua Barão de Mesquista).

    ResponderExcluir
  2. 1) Sim, já publiquei neste blog que Muda/Usina deveria ter uma estação.
    2) Não é uma ligação louca em Botafogo. Se a linha for de Laranjeiras direto ao Dona Marta, quantas estações a pessoa saindo de Laranjeiras vai precisar percorrer para ir a um bairro vizinho? O metrô não vai dar ré. Vai simplesmente pegar à direita, antes de seguir para Laranjeiras. Além do mais, vai desafogar a superlotada Estação Botafogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas Miguel, nas atuais circunstâncias do bairro, essa curva que você menciona é impossível, a não ser que se desaproprie grande parte dos imóveis entre o morro Dona Marta e a Praia de Botafogo.

      Excluir
    2. Os custos podem ser mais altos mas para mim não faz sentido esta linha não fazer uma parada na atual superlotada Estação Botafogo.

      Excluir
  3. Miguel, acho que entendo a dúvida do Rafael. Rafael, pode-se pensar em uma plataforma ao lado da existente, na estação Botafogo, servindo a uma baldeação entre as linhas 1 e 4. E ele está certo. Sem essa baldeação, imaginando uma estação perto do Hospital de Cardiologia de Laranjeiras, os moradores no entorno da estação precisariam percorrer muitas estações para ir à Zona sul, ao sul da Lagoa, ou andar até o Largo do Machado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser uma plataforma subterrânea também, em baixo da já existente.

      Excluir
    2. Flavio, pegar o metro em Laranjeiras e voltar até a Gávea para seguir para a zona sul não seria absurdo algum. Realmente, ir para Botafogo ou Flamengo, bairros vizinhos, não teria como, a não ser com essa sugestão do Miguel. Acontece que a acomodação do terreno devido as construções dos prêdios deixa essa solução insustentável, a não ser que se desaproprie metade dos imóveis do bairro. Baldeações são necessárias, sempre.

      Excluir
    3. Rafael, e como ir a Copacabana ou à futura Estação Morro de São João a partir de Laranjeiras? O cliente terá que dar a volta por toda a Zona Sul?

      Excluir
    4. Ou ir para a Carioca e lá pegar o outro tem voltando. Ora, solução há. Infelizmente esse é um projeto que deveria ter saído do papel há 50 anos e não agora, quando há centenas de prédios espetados no que poderia ser um traçado inteligente.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Na minha opinião, o trecho Gávea - Centro a ser construído deve ser todo feito em TBM (tatuzão), no leito das ruas principais, saindo do estacionamento da PUC, pegando a Marquês de São Vicente, a Rua Jardim Botânico, Rua Humaitá, Rua Voluntários da Pátria, fazendo um dois níveis na Estação Botafogo com o novo nível mais profundo e formando uma cruz com o nível de cima (este fica no leito da Rua Nelson Mandela), e seguindo pela Praia de Botafogo e Pinheiro Machado. Dessa forma, neste trecho, não haveria uma curva bizarra, pois ele seguiria reto pela Voluntários, virando com calma na larga Praia de Botafogo, e virando novamente, 700 metros depois, na Pinheiro Machado. Tudo com TBM, sem desapropriação. A Estação Laranjeiras ficaria no cruzamento da Pinheiro Machado com a Rua das Laranjeiras. Daí em diante o itinerário pegaria a rocha podendo cair no Catumbi/Cruz Vermelha/Central ou fazendo Lapa/Carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O projeto prevê a utilização do tatuzão.

      Excluir
  5. http://goo.gl/maps/6QdNd

    Onde tem marcador é uma sugestão de estação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa. Algo tem que ser feito na Estação Botafogo. Para desafogá-la: 1) construção da Estação Morro de São João e 2) construção de uma segunda linha na Estação Botafogo.

      Excluir
    2. A Estação Morro de São joão está lá, basta o Metro querer inaugura-la.

      Excluir
    3. João, só lembrando que o trêm não faz curvas em 90 graus...

      Excluir
    4. Isso, Rafael. A concessionária tem a opção de fazer esta estação. Não tem a obrigação.

      Excluir
    5. Rafael, realmente o metrô não faz curvas em 90o. Mas o que quis mostrar no mapa é que após a Estação Dona Marta, ele deveria passar pela Estação Botafogo antes de ir para a Estação Laranjeias. O mapa é apenas ilustrativo e conseqüência do meu conhecimento limitado de photoshop.

      Excluir
    6. Entendi, Miguel, mas estava falando do traçado sugerido pelo colega João. Em todo o caso, mesmo o seu traçado é invíável devido aos motivos que já citei. O que poderia haver é uma linha auxiliar (4-A???) Entre o Dona Marta e a estação Botafogo, quem sabe até indo até a Urca. Ai sim, com uma simples baldeação, será possível interligar duas linhas e por conseguinte dois bairros vizinhos sem a necessidade de se desapropriar um terço do bairro.

      Excluir
    7. Havia um projeto de fazer a Estação Urca e a Estação Shopping Rio se juntando à Estação Botafogo. Era a Linha 4A mesmo e facilitaria muito a vida dos gringos que lotam o bondinho e o shopping todos os dias.

      Excluir
    8. Em NY existe uma linha chamada "Shutle" que faz apenas o trajeto entre a Times Square e a Grand Central Station, sob a rua 42. Deveria ser algo assim aqui entre Humaitá-Botafogo-Urca.

      Excluir
    9. Saudações. Rafael, temos um (mau) exemplo de “shuttle” atualmente entre Siqueira Campos e Cantagalo de quase 10 minutos de intervalo! Sendo que a viagem propriamente dita não dura nem 1 minuto e meio! Acho que há espaço pra tudo em transporte público, desde que bem planejado. Primeiro: a estação Morro de São João deveria ser obrigação contratual da concessionária quando a renovação foi feita em 2007 (igual à estação Uruguai). Segundo: desta nova estação poderia partir um ônibus “double deck” aberto em cima, em direção ao Pão de Açúcar. Nem todos os lugares necessitam de estações (outro exemplo é o Leme), é aí que entram os modais de baixa e média capacidade.
      E concordo plenamente que deveria existir uma estação no bairro da Usina integrada à rodoviária ali existente de onde partiria uma integração até o Jardim Oceânico, integrando o Alto da Boa Vista e seus sub- bairros à 2 linhas de metrô.

      Excluir
    10. Rafael, entre Botafogo e Urca, acho que poderia haver uma estação no Rio Sul.

      Excluir
    11. A verdade é que faltam muitas estações no Rio de Janeiro.

      Excluir
  6. Como o Miguel bem disse acima, o mapa é só pra termos uma idéia. É essencial que a linha 4 encontre a linha 1 em Botafogo também. Apesar do metrô não fazer curvas em 90º (aliás nenhum modal sobre trilhos faz) existe uma coisa que Mestre McDowell explicou uma vez chamada curva clotóide que na prática permite curvas fechadas e praticamente imperceptíveis para os passageiros (exemplo disso: curvas entre Uruguaiana/ Carioca e Botafogo/ Cardeal Arcoverde). A linha 4 viria por baixo da R. Voluntários da Pátria e faria esta curva entre as estações Botafogo e Morro de São João (que precisa ser construída antes para que o bairro não fique sem estação, caso Botafogo necessite ser fechada) e paralela e à frente da estação Botafogo (na direção do Flamengo) seria construída Botafogo 2 com seus acessos unificados aos da linha 1 formando, na prática, uma estação única. Em seguida, a linha 4 seguiria para Laranjeiras fazendo outra curva em baixo da R. Pinheiro Machado. Espero que seja mais ou menos isso que o GERJ tenha em mente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bonitinho e talvez até viável. Mas a curva seria feita sob o aterro que é a praia de Botafogo. Não sou engenheiro, mas será que dá para ser algo seguro?

      Excluir
    2. Perfeitamente viável. Poucos sabem mas o trecho mais desafiador de nosso humilde metrô foi a construção entre São Cristóvão e Estácio da linha 2. Aquele pedaço da Praça da Bandeira era o Pântano de São Diogo até ser aterrado no século XIX. O resquício disso é que qualquer chuvinha alaga aquela região toda. E olha que Estácio tem 2 níveis! Quando se quer, se faz! Outro trecho dificílimo será agora na linha 1, entre Ipanema e Gávea com solo arenoso. Não parece mas nosso metrô é um dos mais difíceis de serem construídos no mundo. Só que tenho sérias duvidas se Gávea ficará pronta em tempo hábil, por ser em solo argiloso, em nível duplo e com prazo bastante apertado. Acho que por isso estão fazendo aquele túnel entre São Conrado e Leblon direto.

      Excluir
    3. Rafael, dá sim, nem que o túnel tenha que ser mais profundo. Há trens passando por debaixo de água em vários lugares.

      Excluir
    4. George, para fugir do terreno arenoso, basta cavar mais fundo.

      Excluir
  7. Alguém sabe quando a Uruguai aerá inaugurada? Olhando de fora, já estão colocando arbustos e a vidraria das entradas, da a entender que ta praticamente pronta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igor: a info que tenho é que ela será entregue para a concessionária iniciar os testes em 31 de Maio.

      Excluir