segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Túnel Uruguai - Gávea

O urbanista grego Constantino Doxiadis foi contratado pelo Governador Carlos Lacerda nos anos 60 pare reformular as principais avenidas da cidade e os acessos à cidade do Rio de Janeiro. Seu projeto consistia de seis grandes auto-pistas chamadas de Vermelha, Azul, Marrom, Verde, Amarela e Lilás.

Mais de cinqüenta anos depois, apenas as linhas Amarela e Vermelha foram tiradas do papel - e mesmo assim somente na década de 1990.

A Linha Verde deveria ligar a Rodovia Presidente Dutra ao bairro da Gávea. Neste trajeto, ela passaria por Vila Isabel e Tijuca. Por incrível que pareça, parte da estrutura fundamental para que esta Linha Verde fosse criada foi feita: a Avenida Martin Luther King e o Túnel Noel Rosa foram construídos. A terceira obra fundamental seria exatamente a ligação entre Uruguai e Gávea pelo chamado "Túnel da Rua Uruguai".

Por que esta obra não foi feita? Algumas hipóteses são a inauguração do Túnel Rebouças ligando a Tijuca à Zona Sul já facilitaria o acesso entre as zonas norte e sul; o Governo já tinha gasto bastante dinheiro e energia com a obra do Tùnel Rebouças; e finalmente o custo que seria desapropriar imóveis de alto padrão na Gávea, Jardim Botânico e Alto da Rua Uruguai.

Em 1982, o Governo do Estado desengavetou o projeto do Túnel da Rua Uruguai mas desta vez ele seria metroviário. A Estação Uruguai original ficaria onde existia o Colégio Batista Brasileiro (hoje Universidade Cândido Mendes) e estaria ligada à Estação Praça Antero de Quental, no Leblon.

Em 1995, o metrô voltou a ser pauta do túnel da Rua Uruguai: a Câmara Comunitária da Barra defendia o projeto "Barra Metrô 2000" e a ligação com a Estação Uruguai viria da Estação Gávea.

A construção do túnel continua a ser especulada. A Estação Gávea do metrô está sendo construída para receber duas linhas de metrô. Uma delas está apontada para a Estação Uruguai, hoje construída a cerca de 800 metros de sua localização original. É possível que a partir de 2016 este túnel comece a sair do papel.



24 comentários:

  1. Eu nunca tinha ouvido falar nessa tal linha verde....projeto interessante que seria.

    Sobre o Metrô, eu sempre quis saber como estão sendo feita essa obra da estação Gávea e pra qual lado as linhas estão apontadas lá. Com a construção do trecho Gávea-Carioca e com a construção possibilitando o túnel com a Tijuca, será que o governo pretendo um dia desfazer td de errado que tão fazendo agora e as linhas voltarem a ser independentes ou estou sonhando muito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Estação Gávea terá duas plataformas, uma voltada para a Estação Uruguai e outra voltada São Conrado e Jardim Botânico.

      Excluir
  2. Excelente o resgate dessa história, inclusive com as "linhas policromáticas" do plano Doxiadis.
    Em 1981 eu fui estagiário de engenharia na mesmaempresa onde trabalhava o filho do então presidente do metrô. Lembro dele comentando sobre o projeto da ligação Gavea - Tijuca que o traçado deixaria a Rua Conde de Bonfim em direção ao maciço da Tijuca pelo terreno do então Colégio Batista. Não me recordo de ele ter comentado sobre a localização da estação.
    Tenho esperança e torço pela execução deste projeto que transformaria a linha 1 em circular.
    Por outro lado tenho receio da idéia de estender a linha 1 até o Meier ou Engenhão. Além desses bairrros já serem servidos por trens da Supervia, com ligação até a Central, esse novo espichamento da linha 1 inviabilizaria o anel. Ou não?
    Se for para levar o metrô até o Meier, que seja uma nova linha, independente da linha 1.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, o projeto original da Linha 1 era uma circular gigantesca que ia até Jacarepaguá! O projeto evoluiu para se fazer um anel menor da Linha 1. No entanto, construíram a Estação Uruguai fora de sua localização prevista e a curva de seus trilhos está direcionada para o Méier. Nada que seja impossível consertar gastando-se mais dinheiro. Também defendo que o Méier ganhe uma nova linha de metrô, independente.

      Excluir
    2. Acho que é uma questão operacional, o Miguel pode me corrigir se eu estiver errado. Inclusive, se pensarmos em 2 linhas independentes (Linha 1 circular e linha X Uruguai - Méier), as plataformas das estações poderiam ser no mesmo nível, já que não precisariam se cruzar.
      Outra curiosidade minha, que acredito que o Miguel saiba responder, é quanto ao método para fazer a escavação necessária. Acho que parte da escavação, senão ela toda, poderia ser feita com explosivos, com algum pequeno trecho entre a estação Uruguai e o maciço, estou correto, Miguel?

      Excluir
    3. Flávio: o método da escavação depende da análise do solo. Acho que ainda não foi feito nenhum estudo avançado neste sentido. Em relação às linhas, sim elas podem ser no mesmo nível mas é arriscado demais. Vai comprometer a operação das linhas e aumentar os riscos de colisão.

      Excluir
    4. Não, Miguel! Sem túneis coincidentes. Tangentes, uma vez que uma linha terminaria próxima à rua Uruguai, a outra curva para entrar no maciço.

      Excluir
    5. Ah, sim, poderiam ser linhas independentes com plataformas independentes na Estação Uruguai ou outra estação na Tijuca.

      Excluir
    6. Olha, acho falha a questão de achar que só por já ter trem o metrô não possa vir para o Méier. Além do mais, fazer uma linha independente a 1(???) E essa linha seria ligada aonde? O que acho que deveria ser feito é a expansão com a ligação do méier e esse à uma futura estação recreio, fechando o círculo e após isso, fazer as transversais como a linha uruguai - gávea. Isso não sobrecarregaria a rede e daria espaço para outras expansões como madureira, por exemplo.

      Excluir
    7. D´Aguiar, não sou contra o metrô chegar ao Méier. O que não se pode ter é uma linha 1 circualr gigantesca, pois ela perde o sentido de ser circular e de economizar tempo do passageiro. Imagina se o passageiro que sai do Méier para a Gávea, tem que passar pelo Recreio como você propôs. Que perda de tempo!

      O correto é fechar a Linha 1 com a ligação Gávea - Uruguai.

      O metrô para o Méier deve ser uma linha independente: Uruguai - Méier, via Andaraí, Vila Isabel e Grajaú. Na Uruguai, que deverá ser ampliada para receber uma segunda plataforma, o morador do Méier faz baldeação para a Linha 1 e escolhe a direção: Centro ou Zona Sul.

      Excluir
  3. O Miguel já respondeu a minha próxima pergunta hehe que seria isso da estação Uruguai tá apontada pra Barão de Mesquita mas ainda sobrou uma pergunta...pra ela seguir pra Gávea a curva ainda pode ser no mesmo lugar do projeto original?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel, acho que dá sim, mas o trem vai sair em curva para a esquerda e depois terá que fazer uma nova curva à direita para seguir em direção à Gávea.

      Excluir
  4. A linha verde ficou sem incentivo pelo fato da linha não atingir o centro, e ser redundante tendo a avenida brasil, elevado Paulo de frontin e túnel Rebouças. Projeto ficou incompleto e desnecessário uma vez que a linha 2, assumiu o ramal ferroviário desde del castilho. O trecho de del castilho ate o jacaré ė ruim para uma linha expressa e em vila Isabel o impacto de transito prejudicaria todo um bairro. No final das contas o túnel noel rosa mais atrapalhou do que ajudou o bairro, a nao ser que tenha uma estação de metrô.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcos, também pesou o custo da obra do Rebouças, e como vc disse, o Rebouças faz quase a mesma coisa.

      Excluir
    2. Só um aparte, uma cidade cheia de montanhas como o a nossa cidade maravilhosa, seria natural ter túneis para todos os lados. Infelizmente essa é a desculpa esfarrapada dos (maus) governantes. Gastei aqui, não tem sentido gastar acolá. Não entendo que o Rebouças anule o túnel da rua Uruguai, assim como o Santa Bárbara não anula o Rebouças, assim como nenhum dos dois deslegitima a existência do Aterro do Flamengo.

      Excluir
    3. Flávio, a desculpa do Rebouças foi a da época. Ainda bem que estamos discutindo a Linha Verde (ou o túnel Gávea-Uruguai). O que dirá das Linhas Marrom e Lilás que estão totalmente esquecidas?

      Excluir
    4. O túnel Gávea tijuca tem mais viabilidade como linha ferroviária do que rodoviária pelos motivos que já mencionei anteriormente. Então o por que de nao fazer é também por isso. a concepção do Lacerda era rodoviárismo e nao metroviario. Se a linha 2 nao começasse no anos 70, nao tinha saido do papel hoje ou a uns 20 anos atrás. Tudo sao decisões políticas da época.

      Excluir
    5. Marcos, entendido. Mas foi uma série de fatores que contribuíram para a Linha Verde não sair do papel.

      Excluir
  5. Até esse post eu ñ fazia a mínima ideia de que haveriam "irmãs" das Linhas Amarela e Vermelha mas acredito que se ñ saíram antes agora que ñ vão mesmo pela quantidade de desapropriações que deveriam ser feitas.

    A Transolímpica acho que só tá saindo pq quem infelizmente tá sendo "desapropriada" é a Mata Atlântica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O plano Doxiadis é fantástico. Seguem mais links sobre.
      http://acervo.oglobo.globo.com/fatos-historicos/plano-doxiadis-previa-criacao-de-mais-de-400-quilometros-de-vias-expressas-10405668
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Plano_Doxiadis

      Excluir
  6. A linha lilás já saiu do papel sim !
    http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Linha_Lil%C3%A1s_%28Rio_de_Janeiro%29

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, Fernando, mas não se trata de uma via expressa como as Linhas Amarela e Vermelha.

      Excluir