terça-feira, 13 de outubro de 2015

O que Deveria ser a Agenda do Governo

Considerando quatro critérios práticos, a agenda do do Governo deveria ser a concluída aqui:

As 3 Obras Mais Importantes:
1) Conclusão da Linha 2 Centro: Estácio - Catumbi - Praça da Cruz Vermelha - Carioca - Praça XV.
2) Construção da Linha 4 original: Gávea - Jockey Club Brasileiro - Jardim Botânico - Humaitá - Dona Marta - Botafogo - Laranjeiras - Carioca
3) Construção da Linha 3: Praça Araribóia, Jansen de Mello, Barreto, Neves, Vila Laje, Paraíso, Parada Quarenta, Zé Garoto, Mauá, Antonina, Nova Cidade, Alcântara, Jardim Catarina, Guaxindiba, Itambi e Visconde de Itaboraí.

As 3 Obras Mais Baratas:
1) Conclusão da Estação Morro de São João.
2) Conclusão da Linha 2 Centro: Estácio - Catumbi - Praça da Cruz Vermelha - Carioca - Praça XV.
3) Fechamento do anel da Linha 1 conectando a Estação Gávea à Estação Uruguai.

As 3 Obras Mais Fáceis:
1) Conclusão da Linha 2 Centro: Estácio - Catumbi - Praça da Cruz Vermelha - Carioca - Praça XV.
2) Conclusão da Estação Morro de São João.
3) Fechamento do anel da Linha 1 conectando a Estação Gávea à Estação Uruguai.

As 3 Obras Para Facilitar quem já usa o metrô:
1) Conclusão da Linha 2 Centro: Estácio - Catumbi - Praça da Cruz Vermelha - Carioca - Praça XV.
2) Fechamento do anel da Linha 1 conectando a Estação Gávea à Estação Uruguai.
2) Conclusão da Estação Morro de São João.

Conclusão de Quais Deveriam ser as Prioridades:
1) Conclusão da Linha 2 Centro: Estácio - Catumbi - Praça da Cruz Vermelha - Carioca - Praça XV.
2) Conclusão da Estação Morro de São João.
3) Fechamento do Anel da Linha 1 conectando a Estação Gávea à Estação Uruguai.
4) Construção da Linha 4 original: Gávea - Jockey Club Brasileiro - Jardim Botânico - Humaitá - Dona Marta - Botafogo - Laranjeiras - Carioca
5) Construção da Linha 3: Praça Araribóia, Jansen de Mello, Barreto, Neves, Vila Laje, Paraíso, Parada Quarenta, Zé Garoto, Mauá, Antonina, Nova Cidade, Alcântara, Jardim Catarina, Guaxindiba, Itambi e Visconde de Itaboraí.

16 comentários:

  1. Miguel, respeitadas as prioridades colocadas por você nesse post, fica só uma dúvida minha, essa operacional: Com que configurações de trens e intervalos as 4 linhas citadas por você deveriam operar? Nem vou falar em construir estações grandes, que comportassem trens de 8 vagões, o que leva a outro questionamento: seria preciso parar o trecho Jd. Oceânico - Gávea para ampliar Jd. Oceânico e São Conrado, certo?
    Quanto à linha 1, ela está limitada por todas as suas estações serem dimensionadas para trens de 6 carros. Fica apenas o debate a cerca do intervalo.
    A linha 2 foi projetada para operar com trens de 8 vagões a cada 100 segundos. Será esse tempo ainda apropriado para a operação da linha 2?
    E as linhas 3 e 4? Já começariam operando com trens de 8 vagões? E com qual intervalo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flávio, quando as estações são construídas para receberem trens maiores, mesmo que não se utilize trens grandes num primeiro momento, sempre haverá esta opção. De qualquer maneira, a única linha construída para receber trens de 8 carros é a Linha 2. Para se alterar isso, seria preciso mexer em todas as estações, ampliando suas plataformas. Outro detalhe é que os trens chineses não têm potência para 8 carros. Ou seja, no caso fluminense, seria preciso importar outros trens.

      Excluir
  2. Miguel, perfeito! Inacreditável termos um metrô em 2015 que ainda não é circular. É necessário acabar a linha 2 e fechar o círculo na Uruguai com a Gávea. Mas como fariam isso uma vez que a estação Uruguai foi um jeitinho que deram no rabicho da tijuca? Não está no local original e já fica em curva para subir a Uruguai (diração inversa a Gávea.).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conversei sobre isso com um engenheiro da Linha 4 e ele diz que é possível. O que vai acontecer é que terão que fazer uma curva maior na Tijuca , o que implica em mais gasto de dinheiro e mais tempo de obra.

      No entanto, muita gente comenta aqui no blog sobre esta ligação Gávea - Uruguai. O Governador nunca disse que faria esta obra. Pelo contrário, ele prometeu fazer a extensão do Uruguai para o Méier e de lá para Madureira.

      Excluir
  3. Mais afinal Miguel os trens chineses nao potência ou moto o suficiente pra ter 8 vargoes por já que ele trabalha na configuração mmpprr os carros do meio que trem propulsão nn seria possível incluir mais carros com propulsão e moto para o trem aguenta 8 vagões e no caso se a linha 2 volta a se dependente da linha um voltaria só a usar os carros antigo e nn queria jeito de mudar o trem chinês pra agunte 8 vagões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, os trens chineses não têm capacidade de transportar mais do que seis carros.

      Os chineses produziram os trens encomendados pelo Governo do Rio de Janeiro. Eles fizeram o que mandaram fazer.

      De qualquer maneira nenhuma estação da Linha 1 ou da Linha 4 podem receber trens com 8 carros.

      Excluir
    2. Sim Miguel mais caso a linha 2 volte a se independente o governo de estado não poderia manda os trens pra uma mudança de configuração para recebe 8 carros ou seria difícil e teria que mexe em um todo

      Excluir
    3. Douglas, os trens chineses não têm esta capacidade. O Governo poderá utilizar os trens brasileiros antigos da Mafersa ou encomendar novos trens.

      Excluir
    4. Rs dinheiro jogado fora de uma forma e caso isso aconteça se sepera a linha 2 da linha 1 a concessionária e o governo vão teque invertir passado noos trens antigos anda mais na parte de ar-condicionado pooq ninguém merece pega o metro na Pavuna e chega no centro desidratado de tanto calor

      Excluir
    5. Provavelmente terão que comprar mais trens para atender estas quatro estações da LInha 2.

      Excluir
  4. Miguel, saberia me dizer se aqueles trens que ficam num terreno ao lado da Estação Cidade Nova são para serem usados no Metrô ou na SuperVia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqueles trens são do antigo pré-metro (Linha 2).

      Excluir
  5. Será que não conseguiríamos acrescer uma estação na ampliação da Linha 2?
    Seria a estação Rio Comprido, entre Estácio e Catumbi.
    Os bairros do Rio Comprido, Cidade Nova, Catumbi e Estácio juntos compõem a III Região Administrativa do Rio.
    De acordo com os dados do Censo 2010 (infelizmente esse é o mais recente), a III Região Administrativa possui 79 mil habitantes, sendo 55% no Rio Comprido, 22% no Estácio, 16% no Catumbi e 7% na Cidade Nova.
    O bairro do Rio Comprido seria o único da região sem o metrô, mesmo tendo mais da metade da população e a maior movimentação econômica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Victor, entendo. Eu parto do princípio que todos os bairros deveriam ter pelo menos uma linha de metrô passando por eles. No entanto, no caso da Linha 2, nunca se cogitou uma estação no Rio Comprido. Talvez, porque a área mais populosa do bairro não seja exatamente entre Catumbi e Estácio e sim mais para dentro do bairro. O que deveria haver no Rio é o metrô ter linhas alimentadores das linhas principais mas nem as linhas principais nós temos...

      Excluir
  6. No projeto original a Linha 3 não teria ligação pelo mar Praça XV - Araribóia?

    Tem que ser assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O projeto original de 1968 previa a Linha 2 fazendo a ligação Praça XV - Araribóia. De lá, uma linha (3) seguiria para São Gonçalo e outra linha (7) para Icaraí e Região Oceânica.

      Posteriormente, foi alterado este projeto. No Governo Rosinha Garotinha, a Linha 3 faria a ligação Carioca - Araribóia sem passar pela Praça XV.

      As últimas notícias dão conta de que a Linha 3 foi dividida em três lotes. O que o Governo sonha em construir é o 1o lote apenas: São Gonçalo - Araribóia.

      Clique em Linha 3 no blog para maiores informações.

      Excluir