sábado, 19 de novembro de 2011

Curitiba Ganhará Metrô

O Governo Federal vai bancar a construção da Linha Azul do Metrô de Curitiba, capital do Paraná. Serão 21 estações ligando Santa Cândida à CIC/Sul, num total de 22,4 quilômetros.

O Governo Federal vai entrar com R$ 1,25 bilhões e o governo estadual com R$ 300 milhões.

Curitiba cresceu e o sistema de ônibus rápidos não dá mais conta do transporte de milhares de pessoas.

24 comentários:

  1. Curitiba: Menos de 1/3 da população do Rio

    Transoeste: Campo Grande (Bairro mais populoso do Rio) - Barra da Tijuca (Um dos principais destinos da cidade)

    Transcarioca: Galeão (Porta principal de entrada para o rio) - Madureira (Um dos principais núcleos comerciais da cidade) - Barra da Tijuca

    Transolímpica: Deodoro (Simplesmente aonde se encontram os ramais de maior volume da supervia) - Barra da Tijuca

    Transbrasil: Desnecessário comentar né?



    Alguém em sã consciência acredita que qualquer uma destas demandas será atendida?

    ResponderExcluir
  2. Bruno, é preciso que a população da Zona Oeste se junte e lute pela Linha 6 do metrô!!!

    ResponderExcluir
  3. Miguel acabou de sair nessa sexta mais um capitulo da novela da linha 4 o projeto continua o mesmo da tripa ligando Ipanema /Gen.Osório até o Jd.Oceanico e com o maldito do Y para a Gavea.Nao falaram nada sobra a Gavea em 2 niveis.O governo esta passando a perna no povo.

    ResponderExcluir
  4. O secretário estadual de transportes Júlio Lopes tinha afirmado há uns meses que a estação Gávea seria construída em dois níveis. Pelo jeito mentiu para baixar a poeira e nos enganar uma vez mais. Mas já era de se esperar de um sujeito que pôs a culpa da tragédia dos bondes no motorneiro que se sacrificou para evitar mais mortes. E cadê os elitistas para fazer coro contra isso?!

    ResponderExcluir
  5. É isso mesmo o secretario mentiu,eles falaram que a Gavea iria ter 2 niveis e nao iria ter o Y com by-pass ,mas nessa sexta o projeto que apresentaram tinha Y ,by pass e tudo que há de ruim ,inclusive quem apresentou foi o Regis Fichtner ,o cara nao sabe nada de metrô,eu nao sei o que ele estava fazendo apresentando o projeto.É a unica linha de metrô da qual os engenheiros nao apresentam o projeto ,mas é claro,nem os engenheiros aprovam aquela coisa lá.Devemos nos mobilizar de algum jeito.

    ResponderExcluir
  6. Repararam no valor das obras do metrô curitibano e na sua extensão? Não entendo porque o metrô carioca é tão caro e lento de construir! Essa história de que o terreno é instável não me convence totalmente! Junte a isso as “pérolas” que o governo atual tem feito como a 2ª Gal. Osório e mais essa provável estação da Gávea em nível único e temos obras burras e mais caras ainda. Mesmo que o metrô de Curitiba não tivesse isenções fiscais (e teve bastante) não sairia tão caro quanto nossa “maravilhosa” linha 1/4.

    ResponderExcluir
  7. Quanto aos BRT's, creio que apenas a Transoeste e a Transolímpica conseguirão suportar a demanda ainda que no limite mas por pouco tempo. Meu receio é em relação às alterações nas linhas de ônibus atuais. Me resta a esperança de que o Transcarioca seja no futuro (breve, esperamos) substituído por um metrô de superfície com as devidas alterações no traçado. O Transbrasil é o mais bizarro em todos os sentidos: transtorno, demanda e desapropriações! Pelas cifras anunciadas (fala-se em R$ 1,5 bi) seria melhor instalar um metrô de superfície no trecho prioritário Deodoro-Caju e a partir dai seguir pelo subterrâneo em traçado praticamente reto até a zona sul integrando-se às linhas 1 e 2 no Estácio/Cidade Nova sem passar pelo Centro. O maior problema da Av. Brasil será o alargamento das pistas e creio que uma possível PPP nos moldes do Porto Maravilha seria a solução.

    ResponderExcluir
  8. Eu acho q todos aqui deveriam manter um contato ,sei la,voces tem facebook???

    ResponderExcluir
  9. Atílio, estamos cientes. A luta continua. Precisamos de mais e mais políticos do nosso lado.

    ResponderExcluir
  10. George, o Júlio Lopes será processado pelo acidente com o bonde. Quanto à Gávea, a AMAGÁVEA mantém sua posição: Gávea em dois níveis ou nada feito.

    ResponderExcluir
  11. Atílo, qualquer mobilização é válida!

    ResponderExcluir
  12. Concordo, George! O TCU só conseguiu descobrir superfaturamentos na Linha 3.

    ResponderExcluir
  13. Metrô de superfície nem deveria ter este nome. Deveria se chamar trem.

    ResponderExcluir
  14. É eu to seguindo o blog Metrô do Rio la no Facebook tambem!!!Alias esse blog esta de parabéns,muitas informações aqui tem gente que ia morrer sem saber ,tipo as plataformas da linha 2 que esta embaixo da estação Carioca .

    ResponderExcluir
  15. Miguel, me refiria a Jaime Lerner, que implementou o primeiro sistema de BRT do mundo, em Curitiba. Ele também é o criador do corredores transversais no Rio e o BRT de Niterói.
    O sujeito odeia metrô. Tá no time do Niemeyer e o Lucio Costa.

    ResponderExcluir
  16. Entendi. Cada um quer vender seu peixe para faturar mais $$$ O BRT de Curitiba deu certo por um tempo, mas a cidade cresceu e ele já não dá vazão.

    ResponderExcluir
  17. Eu li lá no Facebook que vai ter manifestação do movimento -Metrô que o Rio precisa- amanhã dia 25/11 na praça General Osório as 15 horas .Esta confirmado data e horario???

    ResponderExcluir
  18. Corretíssima! Vamos colher abaixo-assinados e distribuir panfletos. Devo estar lá à tarde.

    ResponderExcluir
  19. Por que será que somente eu tenho a impressão de que na Região Sul eles tem um apego maior ao profissionalismo, enquanto que aqui temos que lutar por anos a fio para construírem uma linha de metrô e mal? A propósito já criei a página no Facebook do Metrô linha 6 que o Rio Precisa, idéia de Miguel Gonzalez.


    Gostaria de esclarecer que sim esta idéia existe e que estou disposto a fazer tudo para que este projeto saia do papel, pois não é correto, trocar uma linha de metrô vital para a cidade por um corredor expresso de ônibus. Também queria pedir que vocês do blog tivessem uma página no Facebook para manter contato, para trocar idéias, e juntar forças para mudar esta situação.


    Sobre a questão de apoio político, talvez a deputada Aspásia Camargo fosse a favor da idéia, pois volto a dizer que este projeto tem tudo para dar certo.

    Motivos:
    1) Desafogaria a linha amarela e a Transcarioca o que significa que reduziria drasticamente o fluxo de veículos entre a Zona Norte e Oeste.


    2) Por que uma cidade do tamanho do Rio de Janeiro se deve dar ao luxo de não possuir uma linha de metrô ligando a área que mais cresce na cidade ao aeroporto internacional, sabendo que isso facilitaria a vida dos turistas e de muitos cariocas?


    3) Por que será que temos que aguentar as autoridades nos ludibriando com corredores expressos de ônibus sabendo que o que se precisa é metrô? E mesmo com a quase certeza de escárnio internacional por parte da comunidade esportiva olímpica, o que realmente nos impede de marcarmos hora com o governador, explicarmos a nossa proposta e ao pensar de 1 mês, nos responder?
    Se realmente quisermos um transporte eficiente, temos que pensar não em apenas uma linha, mas em várias.


    P.S.: quero que saibam que sou completamente a favor do metrô de Curitiba, pois se realmente fizerem direito, esta cidade pode ser chamada de "Londres brasileira". Pensando bem, os Jogos olímpicos deveriam ser em Curitiba.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora vc precisa convocar as associações de moradores, imprensa e cidadãos para fazerem parte do movimento.

      Excluir