terça-feira, 30 de agosto de 2011

Socchi 10, Rio de Janeiro 0

Socchi está gahando um novo aeroporto internacional, enquanto o Rio parece ter consertado o ar-condicionado do seu. Ainda temos esteiras defeituosas, quase nenhum estacionamento e muitas filas.

Socchi está ganhando três linhas de trem e metrô ecológicas ligando aeroporto, parque olímpico e centro da cidade. O Rio está ganhando o Linhão e várias pistas de ônibus.

Socchi terá seu legado; o Rio problemas a resolver nas próximas décadas.

Investimento Ferroviário:
http://www.youtube.com/watch?v=N1tHP-WDEBg

Novo Aeroporto:
http://www.youtube.com/watch?v=mVX7Fufo-_A&feature=related

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Breve História do Metrô Fluminense

Mapa do metrô de 1968:
Linha 1:
Penha, passando por Zona Oeste, Méier, Saes Peña, Carioca, Glória até Jardim de Alah.
Linha 2: Pavuna a Niterói, vinha Triagem, Mangueira, Central e Carioca.



Mapa do Metrô dos anos 70:
Só tinha a Linha Prioritária: Uruguai -> Jardim de Alah.
Estações Saes Peña, Engenho Velho, Afonso Pena, Estácio de Sá, Cidade Nova, Central, Presidente Vargas, Uruguaiana, Largo da Carioca, Cinelândia, Glória, Catete, Largo do Machado, Marquês de Abrantes, Botafogo, Mourisco, Leme, Lido, Siqueira Campos, Raimundo Corrêa, Miguel Lemos, General Osório, Nossa Senhora da Paz e Jardim de Alah.

Cronologia:
1910 -
Inauguração do metrô de Buenos Aires.
1947 - Primeiro Estudo sobre o Metrô do Rio de Janeiro.
1966 - Criado Grupo de Trabalho para a construção do Sistema metroviário.
1968 - Fundação da Companhia Metropolitana do Rio de Janeiro.
1970 - Início das obras das Linhas 1 e 2.
1971 - Primeira paralisação das obras por falta de verbas.
1975 - Retomada das obras das Linhas 1 e 2.
1979 - Inauguração do Metrô com as Estações da Linha 1 (Praça Onze, Presidente Vargas, Cinelândia e Glória).
1980 - Inauguração das estações da Linha 1 Uruguaiana e Estácio.
1981 - Inauguração das estações da Linha 1 Carioca (Linhas 1 e 2), Catete, Morro Azul (Flamengo), Botafogo e Largo do Marchado e da Linha 2 Estácio, São Cristóvão e Maracanã.
1982 - Inauguração das estações da Linha 1 Afonso Pena, São Francisco Xavier e Saes Peña.
1983 - Inauguração das estações da Linha 2 Maria da Graça, Del Castilho, Inhaúma e Irajá.
1987 - 2a Paralisação das obras por falta de verbas. Pelo mesmo motivo, a Estação Irajá foi fechada.
1988 - Inauguração da Estação Triagem (Linha 2).
1991 - Inauguração da Estação Engenho da Rainha (Linha 2).
1994 - 3a Paralisação das obras por falta de verbas.
1995 - Surge o projeto da Linha 3 ligando Itaboraí, São Gonçalo e Niterói à Estação Carioca, que precisaria ser ampliada.
1995 - Surge também o projeto da Linha 4 com as seguintes estações: Alvorada, Barra Shopping, Parque das Rosas, Downtown, Barra Point, Jardim Oceânico, Praia do Pepino, Fashion Mall, PUC, Praça Santos Dumont, Jardim Botânico, Hospital da Lagoa, Maria Angélica, Humaitá, Largo dos Leões, Botafogo, Laranjeiras e Carioca. Também surge o projeto da Linha 4A ligando as estações Botafogo, Rio Sul e Urca.
1996 - Inauguração das Estações da Linha 2 Tomás Coelho e Vicente de Carvalho.
1997 - Privatização do serviço do Metrô.
1998 - Inauguração das Estações da Linha 1 Cardeal Arco Verde e da Linha 2 Pavuna, Acari-Fazenda Botafogo, Engenheiro Rubens Paiva, Coelho Neto, Colégio e reinauguração da Estação Irajá.
1998 - Licitação da Linha 4 (Estações Morro de São João, Largo dos Leões, Humaitá, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico).
1998 - Surge o projeto da Linha 1B com ampliação da Estação Botafogo e Cardeal Arco Verde e as inaugurações de Real Grandeza, Leme, Constante Ramos, Arpoador e Praça Nossa Senhora da Paz.
1998 - Também aparece o Projeto da Linha 1D com as Estações Uruguai, Muda e Usina.
2002 - O Rio ganha os Jogos Pan-Americanos de 2007 com promessa de construção de parte da Linha 5: Galeão, Ilha do Fundão, Rodoviária Novo Rio, Carioca e Santos Dumont. A Linha 5 seria concluída posteriormente com as estações Cocotá e Jardim Guanabara.
2003 - Inauguração da Estação Siqueira Campos (Linha 1).
2004 - Surge o projeto da Linha 6 com as estações Galeão, Penha, Vila da Penha, Irajá, Madureira Shopping, Campinho, Taquara, Jacarepaguá, Cidade de Deus, Casa Shopping, Via Parque, Hospital Lourenço Jorge e Alvorada. Também aparece a Linha 6A com as estações Bonsucesso, Olaria e Penha.
2006 - Projeto de Expansão da Linha 2 para o subúrbio com as estações Vila Rosali, Agostinho Porto, Coelho da Rocha e Belford Roxo.
2006 - Projeto da Linha 2A (Trevo das Margaridas, Avenida Brasil e Colégio).
2006 - Projeto da Linha 1B (Praça Sachet, Grajaú, Barão do Bom Retiro e Méier);
2006 - Estado deseja expandir a Linha 2 até Barcas e concluir a estação Rio Sul (Linha 1).
2006 - Governo deseja construir primeiro trecho da Linha 3 com as Estações Praça Araribóia, Jansen de Mello, Barreto, Neves, Vila Laje, Paraíso, Parada 40, Zé Garoto, Mauá, Antonina, Trindade, Alcântara, Jardim Catarin e Guaxindiba.
2007 - Inauguração da Estação Cantagalo (Linha 1).
2007 - O Rio de Janeiro organiza os Jogos Pan-Americanos sem que nada tenha sido feito pela Linha 5.
2008 - Surge o projeto da Linha 1A.
2009 - Sites de Niterói divulgam a Linha 7 que teria as estações Praça Araribóia, Centro, Ingá, Icaraí, São Francisco, Viradouro, Pendotiba, Piratininga e Itaipu; Projeto do Metrô de Macaé.
2009 - A Brascan, dona do Rio Sul, anuncia que vai financiar Estação Morro de São João, que passará a se chamar Estação Rio Sul.
2009 - O Rio de Janeiro ganha direito à Olimpíada e estado promete construir a Linha 4. Estado muda Linha 4 e obra para a Olimpíada terá estações Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Leblon, Jardim de Alah, Praça Nossa Senhora da Paz e General Osório.
2009 - Inauguração da Estação General Osório (Linha 1); e inauguração da Linha 1A (juntando a Linha 2 com a Linha 1).
2010 - Início das obras da Linha 4 e do metrô de Macaé.
2011 - Início das obras da Estação Uruguai (Linha 1).

Futuro Próximo:
2013 - Inauguração da Estação Uruguai.
2015 - Inauguração da Linha 4 do governo com as estações General Osório, Praça Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Praça Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico.
2016 - Inauguração da Estação Gávea da Linha 4.

Obras em Andamento:
* Linha 1: Estação Uruguai.
* Linha 4: Estações Jardim Oceânico e São Conrado.

Obras a ponto de começar:
* Linha 4 do Governo: Nova Estação General Osório.

Obras em Estudo:
* Linha 4 do Governo: Estações Praça Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Praça Antero de Quental e Gávea.

Obras Embargadas pelo TCU:
* Linha 3: Estações Praça Araribóia, Jansen de Mello, Barreto, Neves, Vila Laje, Paraíso, Parada 40, Zé Garoto, Mauá, Antonina, Trinidade, Alcântara, Jardim Catarina e Guaxindiba.

Obra Pronta e Nunca Utilizada:
* Linha 2: Estação Carioca.

Falta Apenas Construir a Estação:
* Linha 1: Estação Morro de São João.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

O Início do Fim do Sonho de uma Malha Metroviária

As obras da construção da estação terminal da Linha 4, a popular "Estação General Osório 2" já começaram.

Aparentemente nada pode impedir Sérgio Cabral de destruir o metrô do Rio de uma vez por todas.

sábado, 20 de agosto de 2011

Estação São Conrado Começa a Ganhar Forma

A Estação São Conrado começa a sair do papel. Diariamente as escavações do túnel da Linha 4 e da própria estação começam às 07:00 e vão até às 22:00.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O X da Zona Norte

A Estação Uruguai está nascendo pequena, como já foi abordado outras vezes neste blog. No mínimo, esta estação deveria ser construída para abrigar duas linhas de metrô, mas vai nascer para uma linha apenas.

O projeto da Estação Uruguai é tão ruim que ela nem na Rua Uruguai será. Isso se deve ao fato da concessionária Metrô Rio aproveitar o que já tinha sido escavado pelo estado nos anos 70 e 80 e fazer no local do antigo estacionamento, a estação de metrô. O certo teria sido completar a escavação até a Rua Uruguai. Mas como tornaria a obra muito mais cara, foi logo descartado. Mal ou bem, a Estação Uruguai estava prevista para ser inaugurada em 1979 mas deverá finalmente sair do papel em 2013, com 34 anos de atraso.

Como a cidade cresceu, a Zona Norte ficou muito mais populosa e é claro que todos os residentes no Rio gostariam de ver o metrô em seus bairros. Por isso, há quem defenda o metrô para a Usina, o metrô para o Méier, etc. Cada projeto destes ganha força de acordo com o resultado de cada eleição e a opinião de vereadores, deputados, prefeitos e governadores.

Fato é que para desafogar o trânsito da cidade e necessário fazer uma nova ligação metroviária entre as Zonas Norte e Sul. A Linha 1 circular é de vital importância para a cidade do Rio de Janeiro. Ela deveria ligar a Estação Uruguai com a futura Estação Gávea para fechar o anel da Linha 1. Caso contrário, o passageiro que pegar o metrô na Zona Sul, tem que cortar toda a Zona Sul, o Centro e a Zona Norte para chegar ao destino final.

A localização da Estação Uruguai é bem no meio da Tijuca e seus sub-bairros. Por isso, ela é o centro de um "X" metroviário na Zona Norte. Descobrimos recentemente que um dos anexos da renovação do contrato de concessão do metrô do Rio de Janeiro dá a opção da empresa de extender o metrô da Estação Uruguai até a futura Estação Méier. Não se fala na extensão para a Gávea, nem para a direção de Muda e Usina.

No caso da expansão até a Estação Méier, o Estado exige que também sejam construídas a Estação Praça Sachet, a Estação Grajaú e a Estação Barão do Bom Retiro.

sábado, 13 de agosto de 2011

O Pior Metrô do Mundo Pode Piorar

O Rio de Janeiro vai conseguir o que parecia impossível: piorar sua malha metroviária. Começou a construção de uma segunda estação General Osório. Esta será dedicada exclusivamente à Linha 4 e o passageiro que quiser continuar viagem em direção ao restante de Ipanema ou à Copacabana terá que fazer baldeação para seguir em frente.

Deverá ser o único metrô do mundo em que você fará uma baldeação não para mudar de linha ou direção, mas para seguir em frente. Ou seja, você vem de Copacabana, desce na Estação General Osório, anda muito, entra em outro trem na mesma estação e vai em frente para a Estação Nossa Senhora da Paz.

Desapropriações:
Na Zona Oeste milhares foram desapropriados para a construção das pistas de BRTs. Na Zona Sul, 4 prédios de 290 apartamentos não podem ser desapropriados para a passagem do metrô.

Baldeação:
O atual Governo Estadual construiu a Linha 1A em vez da Linha 2 para acabar com a baldeação na Estação Estácio e para evitar uma nova baldeação na Estação Carioca. Sacrificou assim a Estação Catumbi, Estação Praça da Cruz Vermelha e Estação Praça XV.

Linha 4:
A Linha 4 que está sendo construída é na verdade um linhão entre Pavuna e Jardim Oceânico. Só não será direto por causa da baldeação na Estação General Osório. Como não haverá cruzamento de linhas, o metrô já estará lotado ao longo do trajeto em dezenas de estações. Ir sentado? Nem pensar! A Linha 4 ganhará ainda a Estação Nossa Senhora da Paz, Estação Jardim de Alah, Estação Antero de Quental, Estação Gávea, Estação São Conrado e Estação Jardim Oceânico.

Obras:
As obras em Ipanema deverão interromper por pelo menos 6 meses o acesso à Estação General Osório.

Estação Gávea:
Não está certo que será construída para a Olimpíada. Se for construída, tampouco está confirmado se terá uma ou duas plataformas, para ser utilizada por outra linha no futuro.

Alvorada:
A princípio, a Linha 4 que está sendo construída vai somente até o início da Barra da Tijuca, na Estação Jardim Oceânico.

Gráfico: Jornal O Globo (20/07/2011)

sábado, 6 de agosto de 2011

Linha 2 Foi Licitada nos Anos 80

O trecho final planejado pelo Estado do Rio de Janeiro e Rio Trilhos para a Linha 2 do metrô do Rio de Janeiro foi licitado nos anos 80 pelo então governador Moreira Franco (1987-1990).

Queiroz Galvão e Paranapanema ganharam esta licitação mas apenas 80 metros depois da Estação Estácio foram escavados. A obra parou e a Queiroz Galvão abandonou seu tatuzão ali. A plataforma da Linha 2 ficou pronta.

O túnel do metrô porém jamais chegou à Estação Carioca, nem à Estação Praça da Cruz Vermelha e nem sequer à Estação Catumbi. Aliás, estas duas últimas estações tampouco foram construídas.

Com o crescimento da região metropolitana do Rio de Janeiro, o ideal hoje é que a Linha 2 depois da Estação Carioca fosse até a Estação Praça XV integrar com as barcas. Na outra direção, depois da Estação Pavuna, a Linha 2 deveria passar pela Estação Vila Rosali, Estação Agostinho Porto, Estação Coelho da Rocha e Estação Belford Roxo.

Quanto à ligação do Rio de Janeiro para Niterói, a Linha 3 pode ser uma continuidade da Linha 2 ou não, dependendo do projeto do governo estadual. A Linha 3 chegando ao Rio de Janeiro, seja na Estação Praça XV, seja na Estação Carioca, ela precisa estar com uma profundidade de pelo menos 45 metros para ficar sob o leito da Baía de Guanabara. Se fizerem a obra como continuação da Linha 2, a Linha 2 já deverá estar nesta profundidade na estação de ligação com a Linha 3.

Caso ela seja independente da Linha 2, nada impede que a Linha 2 siga seu curso normal até a Estação Praça XV e a Linha 3 chegue à Estação Carioca, que deveria então ganhar uma nova plataforma, numa maior profundidade das Linhas 1 e 2.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Protesto na Gávea

Diversos presidentes de associações de moradores, cariocas e alguns políticos se reuniram na Praça Santos Dumont, na Gávea, para exigir a construção da Estação Gávea.

O grupo "Metrô que o Rio Precisa" defende a construção da Estação Gávea com duas plataformas, uma para a Linha 1 circular e outra para a Linha 4.

O resultado da manifestação foi que o Secretário de Transportes do Rio de Janeiro, Júlio Lopes, já discursou falando na possibilidade de se construir a Estação Gávea em dois níveis até 2016.

O próximo protesto deverá ser na estação rodoviária da Alvorada, onde os cariocas defendem que deva ser o ponto final da Linha 4.