quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Metrô da Cidade do México

metro cidade mexico
Chegou a vez de falarmos do metrô da Cidade do México. Inaugurado em 1969, o metrô da Cidade do México tem 12 linhas, 195 estações e 202 quilômetros.

Três novas estações da 12ª linha estão em construção.

trem do metrô méxicoNão é em vão que dizem que a Cidade do México tem o melhor metrô da América Latina, superando os de Buenos Aires (Argentina) e Caracas (Venezuela). Ele é interligado com rodoviárias, trens e o aeroporto internacional Benito Juárez.

O México tem outras duas cidades com redes de metrô: Guadalajara e Monterrey.


Observação

  • Este artigo foi publicado originalmente em 20 de novembro de 2010.
  • Ele foi atualizado em 29 de fevereiro de 2024.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Metrô de Nova Déli

Tem a ver com o último post. Vamos falar um pouquinho do metrô em Nova Déli, a capital da Índia.

O metrô é muito novo e entrou em operação em 24 de Dezembro de 2002, com a inauguração da Linha Vermelha. As obras, que totalizam 6,5 bilhões de dólares não pararam por aí. A expansão veio logo. A Linha Amarela foi inaugurada em 2004, seguida pela primeira parte da Linha Azul em 2005.

Em 2010, a segunda parte da Linha Azul foi inaugurada, junto com as Linhas Verde, Amarela, Vermelha, Roxa e Laranja. O crescimento de passageiros foi espantoso e as chamadas Fase 1 e Fase 2 do Metrô foram concluídas.

Entre 2015 e 2023 foi construída e inaugurada a Fase 3 com expansões das linhas existentes, acrescidas da Linha Rosa, Linha Magenta e Linha Cinza.


Fase 4 em Obras

A Fase 4 do Metrô de Nova Deli está em construção. Serão mais 115 estações e quatro novas linhas. A primeira parte deverá ser inaugurada em 2025.


Número de estações em operação ano a ano

  • 2001: 0
  • 2002: 21
  • 2003: 21
  • 2004: 36
  • 2005: 78
  • 2006: 78
  • 2007: 78
  • 2008: 78
  • 2009: 78
  • 2010: 142
  • 2024: 256


Observação

  • Este artigo foi publicado originalmente em 15 de agosto de 2010.
  • Ele foi atualizado em 22 de fevereiro de 2024.

domingo, 11 de fevereiro de 2024

1970: O Buraco que Faltava

Em 21 de junho de 1970, a Companhia do Metropolitano publicou anúncios em jornais de grande circulação do Rio de Janeiro, convidando a população a assistir o início das obras do metrô fluminense, que se daria nesta mesma data, às 11h00, na Glória.


anuncio inicio obras metro rio

 

terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

Metrô de Milão não Acompanhou Ritmo da Cidade

mapa metrô milão
O Metrô de Milão ficou pequeno para o tamanho da cidade. Apesar de ter cinco linhas e 113 estações, a rede de metrô da cidade precisaria ser pelo menos duas vezes maior.


Metrô de Milão É Pequeno

Comparada a outras metrópoles europeias, a rede milanesa é muito nova. Suas obras começaram em 1957 e só começou a funcionar em 1964. Suas últimas extensões datam de 2023.

Trinta estações estão em construção e deverão ser inauguradas até 2031.


Observação

  • Este artigo foi originalmente escrito em 03 de fevereiro de 2010.
  • Ele foi atualizado em 06 de fevereiro de 2024.

Metrô de Paris

mapa metrô paris
O Metrô de Paris (França) é um espetáculo! São 16 linhas de metrô cruzadas por três de trem suburbano, que liga Paris a cidades dormitório próximas.


Metrô de Paris Foi Inaugurado em 1900

As Linhas 1 e 2 foram inauguradas em 1900, 79 anos antes do Metrô do Rio ser inaugurado. Aliás, quando o metrô do Rio foi inaugurado, o de Paris já tinha 13 Linhas e duas de trens!

A 14ª Linha foi inaugurada em 1998. Nos anos 2000, Paris ganhou apenas duas novas estações: uma na Linha 13 e outra na 14. A Linha C do trem suburbano ganhou cinco estações e a Linha E uma.

Diversas extensões em todas as linhas são estudadas regularmente.

De 2010 para 2024 diversas estações foram inauguradas e Paris chegou ao total de 309 estações. Quatro novas linhas estão planejadas e deverão ser inauguradas entre 2025 e 2030.


Observação

  • Este artigo foi escrito em 10 de fevereiro de 2010.
  • Ele foi atualizado em 06 de fevereiro de 2024.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2024

Metrô de Copenhague

metrô copenhague
Copenhague
, a capital da Dinamarca tem apenas duas linhas de metrô, num total de 38 quilômetros e 39 estações. Eu até diria que se trata de um metrô insuficiente para a principal cidade da Escandinávia, se não fosse o ótimo sistema de trens urbanos que interagem com o metrô. Estes trens, além de levarem o público a diversos subúrbios de Copenhague, também chegam ao aeroporto.

Quando escrevemos este artigo em 2010, eram apenas duas linhas e 23 estações. Neste momento, cinco estações da Linha 4 estão em construção e a Linha 5 está planejada.

A imagem ilustra o atual sistema de transportes da cidade, sem incluir ônibus e bondes. As linhas de metrô são a amarela e verde, no centro da imagem.


Observação

  • Este artigo foi publicado originalmente em 26 de janeiro de 2010.
  • Ele foi atualizado em 05 de fevereiro de 2024.

domingo, 4 de fevereiro de 2024

Mapa do Metrô do Rio nos Anos 1970

Este é o mapa divulgado pelo Metrô Rio durante a execução das obras nos anos 1970.

Como o mapa bem diz, esta era a rede metroviária fluminense prevista para a população em 1979. Como todos sabem, apenas cinco estações ficaram prontas em 1979.

Algumas curiosidades sobre o mapa:

1 - A Estação Flamengo se chamaria Estação Morro Azul.

2 - A Estação Praça XI se chamaria Estação Cidade Nova.

3 - A Estação Saens Peña se chamaria Estação Engenho Velho.

4 - Por falta de verba, algumas estações foram suprimidas do projeto original de 1968. O bairro de Botafogo, por exemplo, receberia três estações e ficou com apenas uma. A continuação da Linha 2 no Centro também ficaria para depois (Estação Catumbi, Estação Praça da Cruz Vermelha e Estação Carioca). A Estação Uruguai também havia sido suprimida.

5 - A Linha 2 teria trens do metrô apenas entre a Estação Estácio e a Estação Maracanã. Entre a Estação Maria da Graça e a Estação Pavuna, estavam previstos os trens do pré-metrô.

6 - A Estação Engenheiro Rubens Paiva não estava nos planos.

Metrô de Buenos Aires

mapa metrô buenos aires
Os seguidores de Galvão Bueno vão se morder. O Metrô de Buenos Aires dá um banho no do Rio de Janeiro.


Buenos Aires x Rio de Janeiro

  • Inauguração: 1913 a 1979.
  • Total de Linhas: 7 a 3.
  • Total de Quilômetros: 63,1 a 56,5.
  • Total de Estações: 104 a 41.


Em todos os quesitos, Buenos Aires ganha do Rio de Janeiro. O primeiro metrô da capital argentina, com o carro ainda com bancos de madeira, até hoje circula aos domingos.


subte buenos aires

Metrô de Buenos Aires Inspirou o Metrô do Rio

O metrô do Rio de Janeiro foi baseado na iniciativa da capital argentina, projeto que já dava certo por lá desde sua inauguração. Com atraso, o Rio tentou copiar o modelo portenho. Nos anos 1970, o governo militar investiu bastante, mas este dinheiro acabou na década seguinte. Até hoje, o metrô do Rio de Janeiro caminha a passos lentos.

Buenos Aires, tem apenas 3,1 milhões de pessoas, a metade da população carioca. Ou seja, há mais metrô para menos gente em Buenos Aires.

E para melhorar: brasileiro não é mal-tratado na Argentina. Muito pelo contrário!


Observação

  • Este artigo foi originalmente publicado em 12 de janeiro de 2010.
  • Ele foi atualizado em 04 de fevereiro de 2024.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

Metrô de Lisboa Constrói Novas Estações

Brasileiros gostam de fazer piadas sobre portugueses. Dizem que são o país mais atrasado da Europa! Mentira! No quesito transportes de massa, Lisboa não deve em nada ao Rio de Janeiro. A rede de metrô de Lisboa cresce rapidamente. Só em 2009 foram duas novas estações inauguradas.


Inauguração em 1959

Em 1959, o Metrô de Lisboa foi inaugurado com nove estações após 4 anos de obras. Todas as estações faziam parte da Linha Azul. Saindo da Estação Restauradores, o cliente escolhia na Estação Rotunda se desejava seguir viagem em direção à Estação Sete Rios ou à Estação Entre Campos.


Expansões Contínuas do Metrô de Lisboa

Até 1966, o Metrô ganhou novas estações, sempre na mesma linha e no centro da cidade. Sem novas expansões, a empresa foi nacionalizada em 1975 e novas estações foram inauguradas em 1988, vinte e dois anos depois de seu último crescimento.

Em 1993, tendo em vista a Expo 1998, o plano do Metrô de Lisboa foi redesenhado para receber quatro linhas. As expansões continuaram nos anos 2000. Portugal nesta época já era uma democracia (desde 1974), membro da União Europeia (desde 1986) e foi escolhido para sediar a Eurocopa de Futebol (2004), além de diversos eventos internacionais, como o Rock 'n' Rio e grande prêmios de automobilismo e motovelocidade.

Agora, as quatro linhas se cruzam em 56 estações. E não param por aí. A Linha Amarela está ganhando três novas estações para se juntar à Linha Verde.

No papel há projetos de expansão da Linha Vermelha e da construção da Linha Violeta.

O Aeroporto Internacional de Lisboa é atendido pelo metrô desde 2010.


Observação

  • Este artigo foi publicado em 22 de novembro de 2009.
  • Ele foi atualizado em 31 de janeiro de 2024.

domingo, 28 de janeiro de 2024

As Empresas de Engenharia por Trás da Construção do Metrô do Rio de Janeiro

Você conhece as empresas responsáveis pela construçao do metrô do Rio de Janeiro nos anos 1970?


Conseguimos listar 30 empresas e consórcios responsáveis pelas primeiras obras metroviárias no Rio de Janeiro.


As Empresas de Egenharia da Construção do Metrô do Rio

  • Antônio A Noronha Serviços de Engenharia SA: Prestação de serviços com vistas à elaboração do projeto de construção do trecho de projeto número 4 com 212 metros sobre a Linha 1 e 258 metros sobre a Linha 2; execução do projeto das obras civis referentes à construção do Lote 3, com cerca de 0,7km sobre a Linha 1; elaboração do projeto civil para o Lote 60, Lote 61 e Lote 62 do Pré-Metrô 1, com cerca de 14,5km.
  • Carneiro Monteiro Engenharia SA: Esta empresa foi a responsável pela execução das instalações de baixa tensão da Estação Cidade Nova, Estação Cinelândia e Estação Glória.
  • CETENCO Engenharia SA: A empresa ganhou o direito das obras civis do Lote 9 da Linha 1 (entre a Rua Barão do Itambi e a Rua General Polidoro, em Botafogo). Foram cerca de 1,5km. Ela também ganhou o Lote 30 e o Lote 31 da Linha 2, que ficavam na altura da Avenida Francisco Bicalho e a Alameda Ministro gama Filho. Este trecho teve cerca de 4,2km
  • Companhia Brasileira de Projetos e Obras: Esta empresa ficou responsável pelas obras civis do Lote 8 da Linha 1, com cerca de 1,0km entre a Praça José de Alencar e a Rua Barão de Itambi, nas proximidades da Rua Farani. A CBPO precisa vencer as dificuldades técnicas da encosta da Favela do Morro Azul. Cerca de 45 mil m3 de rocha precisaram ser desmontados e a Estação Flamengo foi toda ela escavada na rocha
  • CONBRAS Engenharia LTDA: Prestação de serviços técnicos de assessoria para a supervisão e administração dos trabalhos de fiscalizado sobre a construo do Centro de Manutenção.
  • Concremat - Engenharia e Tecnologia SA: Prestação dos serviços técnicos de apoio à supervisão e administração dos trabalhos de fiscalização sobre o controle tecnológico do concreto do metrô.
  • Consórcio Brasil Canadá: Liderado pela empresa Fonseca Almeida Comércio e Indústria SA, que trabalhou em conjunto com a COBREQ e com a Spaulding Fibre of Canada Ltd. Este consórcio ficou responsável pelo fornecimento de acessórios, proteção, engenharia especializada, manutenção em garantia, treinamento de pessoal e assistência técnica durante o fornecimento de 61.500 barras condutoras de corrente (terceiro trilho) para a Linha 1 e para a Linha 2.
  • Consórcio COMRIO: A líder do consórcio foi a Serviços Técnicos de Engenharia e Petróleo SA. Também participaram Siemens SA, Sprecher Schuh do Brasil SA, Jeumont Schneider SA e a Spie - Batignolles SA. A estas empresas coube o projeto definitivo, fornecimento, montagem, instalação, testes, colocação em serviço e manutenção em garantia de todos os equipamentos destinados ao sistema de alimentação de energia elétrica do metrô para a Linha 1 (Botafogo - Saens Peña) e Linha 2 (Estácio - Maria da Graça), além dos suprimentos de equipamentos, peças, peças sobressalentes, serviços de montagem, instalação, testes, ensaios, colocação em operação e manutenção em garantia do sistema de almimentação de energia do metrô.
  • Consórcio Franco Brasileiro: Este consórcio foi liderado pela Dasa Delle Alsthom SA e dele também participaram Thomson-CSF-Equipamentos do Brasil SA, GGEE Alsthom do Brasil Indústria e Comércio LTDA., Ferrovalbra Indústria e Comércio LTDA., Siemens SA e Société Générale de Constructions Electriques SA. Seu objetivo era implementar tudo que diz respeito às telecomunicações do sistema metroviário fluminense, incluindo o comando centralizado, a sinalização e o piloto automático (entre Estação Botafogo e Estação Saens Peña e entre Estação Estácio e Estação Maria da Graça): contratar o projeto definitivo, fabricação, montagem, instalação, testes, colocação em serviço, manutenção e garantia. Estas empresas também ficaram responsáveis por substituir os computadores periféricos por novos e modernos computadores digitais.
  • Consórcio Metrocarro-Rio: a Material Ferroviário SA (MAFERSA) foi a líder deste consórcio que também tinha a Indústrias Villares SA, a Westinghouse Electric Corporation e a The Budd Company. O consórcio era responsável por fabricar 210 carros, seus projetos, testá-los, produzir maquetes, fornecer assistência técnica, supervisão, manutenção e peças de reposição sobressalentes. Por um aditivo ao contrato original, o consórcio deveria construir outros 60 carros, sendo 36 do tipo A e 24 do tipo B.
  • Consórcio Pré-Metrô: A líder deste consórcio foi a empresa Cobrasma SA e também participaram dele a Siemens SA, a Indústria Elétrica Brown Boveri SA, a Siemens Aktiengesellsachaft, a Brown Boveri & Cie. Aktiengesellschaft, a La Brugeoise et Nivelles e a Francorail MTE Groupement d'Interêt Économique. Este consórcio foi responsável pela construção e fornecimento de 68 carros de pré-metrô, maquetes, testes, peças sobressalentes, ferramentas especiais, manuais de instrução, manuais de manutenção, catálogos com detalhamento das peças, lista de preços unitários das partes importadas e instalação de sistema de telefonia dentro dos carros.
  • Consórcio SPIG - CGA - Crouzet - Camp - Klein: O grupo forneceu um sistema automático de bilhetagem e executou serviços especializados como a elaboração do projeto, instalação, testes, colocação em operação e treinamento de pessoal do sistema automático de bilhetagem das estações das Linhas 1 e 2.
  • Construtora Mendes Júnior: Esta empresa ganhou o Lote 22 da Linha 1 na Tijuca. Em cerca de 1,8km, ela deveria fazer as obras entre as ruas Paulo de Frontin e a Rua Marquês de Valença. Ela também foi a responsável pelo Lote 30 da Linha 2, que ia da Rua Joaquim Palhares à Rua Sergipe, no Centro. Neste trecho foram 949 metros de galerias subterrâneas e 210m e galeria de transição.  
  • Construtora Queiroz Galvão SA: A empresa foi a responsável pelas obras civis do Lote 60 do Pré-Metrô 1, entre os bairros de Maria da Graça e Engenho da Rainha. Neste trecho de 3,7km, ela teve que fazer o rebaixamento do lençol freático, remanejar e canalizar o Rio Faria e construir uma galeria de 600m que seria o trecho de transição entre o metrô e o pré-metrô. Ela também foi a responsável pelas obras civis do Lote 62 entre os bairros de Colégio e Pavuna. Foram cerca de 5,0km de obras. O prazo para a execução das obras nos dois lotes era de 510 dias e se previa a construção de seis estações.
  • Dyna Engenharia LTDA: Prestação de Serviços técnicos de apoio à supervisão e administração dos trabalhos de fiscalização da construção das obras civis do Lote 7, Lote 22 e Lote 23, o que compreende as obrigações descritas no escopo de serviços.
  • Eletroprojetos SA Estudos e Projetos de Engenharia: Execução dos serviços referentes ao projetos de baixa tensão e caminhamento de tubulaçoes dos sistemas de telecomunicações, sinalização e comando centralizado, para as estações e galerias do trecho Estação Estácio - Estação Botafogo da Linha 1.
  • Elevadores Otis SA: Execução do projeto, fornecimento, assistência técnica ,treinamento de pessoal e garantia de manutenção para 78 escadas rolantes das Linhas 1 e 2.
  • Engenharia Orplan SA: esta empresa ficou responsável pela prestação de serviços técnicos referentes à execução e apresentação de desenhos detalhados e especificações básicas de desempenho para um carro leve de pré-metrô, tradução e impressão para a Companhia do Metrô; serviços técnicos de assessoria, para e durante as fases de estudos dos projetos, construção e testes dos seis carros protótipos do metrô.
  • Escritório de Construções e Engenharia Ecel SA: Responsável pela execução de obras de acabamento e serviços complementares da Estação Glória, Estação Cinelândia, Estação Cidade Nova, Estação Presidente Vargas, Estação Central e Túneis da Linha 1.
  • Escritório Técnico JC de Figueiredo Ferraz LTDA: Execução do projeto de obras civis do Lote 8 da Linha 1 com cerca de 1,0km, prestação de serviços relativos à elaboração do projeto de estabilização de taludes e sistematização da drenagem no Morro Azul, acompanhamento de obra, coleta de dados, assessoria e consultoria na escavação em rocha. O mesmo vale para o Lote 22 da Linha 1, de cerca de 1.8km. Elaboração do projeto de baixa tensão e acompanhamento das obras da Estação Afonso Pena e Estação Engenho Velho. Elaboração do projeto civil do Lote 29 da Linha 2, de cerca de 2,3km.
  • Estudos Técnicos e Projetos ESTEP LTDA: Elaboração dos estudos para o projeto básico de engenharia do pré-metrô, trecho Maria da Graça-São Mateus; assistência técnica, apoio tecnológico, coordenação de projetos interfaces, treinamento de pessoal e correlatos, para a realização e colocado e operação da Linha 1 e da Linha 2.
  • ESUSA Engenharia e Construções SA: Responsável pela execução dos serviços de remanejamento das adutoras e demais redes de serviços públicos localizadas nas áreas do Lote 60, Lote 61 e Lote 62. Também ficou responsável pelas obras civis do Lote 61, que teve cerca de 5,7km entre os bairros do Engenho da Rainha e Colégio.
  • Fios e Cabos Plásticos do Brasil SA: Sua responsabilidade era a de fabricar, fornecer, montar, instalar, testar colocar em serviço e garantir a manutenção de todos os equipamentos destinados ao sistema de energia do metrô entre os trechos da Linha 1 (Estação Botafogo - Estação Saens Peña) e Linha 2 (Estação Estácio - Estação Maria da Graça).
  • Geotécnica SA: Prestação de serviços técnicos de apoio à supervisão e administração dos trechos de fiscalização da construção dos das obras civis do Lote 21 e do Lote 30.
  • Logos Engenharia SA: Assistência técnica e acompanhamento da fiscalização das obras do Lote 8 e do Lote 9, que compreende basicamente: sistema de fiscalização, fiscalização de campo, análise e acompanhamento da programação e medição, inspeção, ensaios e testes, controle de documentos, apropriação de custos e relatórios, reuniões e faturamento-reajustamento.
  • Montreal Engenharia SA: Prestação de Serviços para a execução, pelo projetista, na elaboração do estudo preliminar e projeto do Comando Centralizado da rede do metrô; idem em relação ao projeto de obras civis e instalações do Centro de Manutenção.
  • Projectum Engenharia Ltda: Prestação de serviços relativos à elaboração do projeto civil para o Lote 23 da Linha 1, de cerca de 1,9km. Projeto de baixa tensão e acompanhamento das obras da Estação Saens Peña, integrante do Lote 23. Responsável pela elaboração do projeto civil para o Lote 32 da Linha 2, de cerca de 3,6km.
  • Sondotécnica Engenharia de Solos SA: Prestação de serviços relativos à elaboração do projeto civil do Lote 31 da Linha, cuja extensão era de cerca de 3,1km. Esta empresa também foi a responsável pelos serviços técnicos relativos à elaboração do projeto final de engenharia referente ao plano de circulação da área central da cidade do Rio de Janeiro.
  • Sulzer do Brasil SA Indústria e Comércio: Coube a ela fornecer equipamentos auxiliares, instalar e manter os equipamentos de ar-condicionado e ventilação auxiliar da Estação Cidade Nova, Estação Central, Estação Presidente Vargas, Estação Cinelândia, Estação Glória, do Centro de Manutenção e do Posto de Comando Centralizado.
  • Techint: Esta empresa ficou responsável pela montagem das vias no trecho entre a Estação Cinelândia e a Estação Glória, inclusive a colocação de dormentes e trilhos, soldagem, nivelamento, alinhamento e fixação, concretagem, transportes horizontal e vertical dos materiais fornecidos pelo Metrô e fornecimento de equipamentos e ferramentas necessárias. Ela também realizou os serviços preliminares no Lote 1 e no Lote 21 reativos à implantação da via permanente.

sexta-feira, 26 de janeiro de 2024

Metrô de Tashkent

A capital do Uzbequistão tem um bom serviço de metrô. Tashkent é a única cidade da Ásia Central a ter um sistema metroviário. O metrô foi construído quando a cidade ainda era parte da União Soviética. As primeiras estações foram inauguradas em 1977.


Rede Maior que a do Rio

As linhas azul, rosa, verde e ouro têm 48 estações. A primeira linha a ser inaugurada foi a rosa, em 1977. A azul veio em 1984, a verde em 2001 e a ouro em 2020.

Quando escrevemos este artigo em 2009, a rede só tinha 21 estações em duas linhas.

As estações de Tashkent são ditas que são as mais decoradas do mundo, ganhando até das de Moscou, capital da Rússia.

Outra curiosidade é que o metrô funciona à base de fichas (tokens), que devem ser adquiridos nos guichets.

O metrô ajuda a fazer de Taskent uma cidade limpa, moderna, jovem e que está crescendo muito. Talvez, depois de Almaty (capital do Cazaquistão), seja a principal cidade da região.

Colocamos abaixo algumas fotos: dentro de um vagão de metrô de Tashkent, a entrada de uma estação; e o metrô chegando à plataforma de uma das estações.


Expansões Previstas

A Linha roxa ainda é apenas um projeto. No entanto, dez novas estações devem ser inauguradas até 2030.













Observação

  • Este artigo foi publicado originalmente em 12 de setembro de 2009.
  • Ele foi atualizado em 26 de janeiro de 2024.

domingo, 21 de janeiro de 2024

Presidente Ernesto Geisel Viajou de Trole

geisel obra metrô 1977
Em 1977, o Presidente da República Ernesto Geisel visitou as obras do metrô do Rio de Janeiro.

Num trole, veículo utilizado para testes, ele viajou no túnel entre a Estação Glória e a Estação Cinelândia.

Na saída, a comitiva presidencial foi aplaudida pela multidão ansiosa pela inauguração do metrô fluminense.



Geisel Visita Estação Estácio

Depois do passeio, o presidente Geisel se dirigiu ao canteiro de obras da Estação Estácio. Ali, outra multidão o recepcionou com muitos aplausos e festa.

As obras da Estação Estácio estavam bem adiantadas em 1977. Como sabemos, a estação é enorme, pois ela já foi construída para receber tanto os trens da Linha 1, quanto os trens da Linha 2.

geisel estação estácio


sábado, 20 de janeiro de 2024

Mapa do Metrô Rio dos anos 2000

mapa metro rio anos 2000Este mapa do Metrô Rio dos anos 2000, foi divulgado após a inauguração da Estação Siqueira Campos e mostra o seria construído em seguida.


Parte do Mapa foi Concluída

A Estação Cantagalo e a Estação General Osório foram concluídas numa ponta da Linha 1. A Estação Uruguai no trecho norte também foi inaugurada.

A Linha 2 continua estagnada na Estação Estácio. As obras da Estação Praça da Cruz Vermelha e da Estação Carioca não foram realizadas.


Mapa Esquece da Estação Catumbi

O projeto original da Linha 2 previa a Estação Catumbi entre a Estação Estácio e a Estação Praça da Cruz Vermelha. Este mapa "esqueceu" dela. Ou o Metrô Rio a tirou dos planos.


Observação

  • Este artigo foi originalmente escrito em 23 de junho de 2009.
  • Ele foi atualizado em 20 de janeiro de 2024.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2024

Ampliação da Estação Carioca

Obra Carioca Linha 2A conclusão da Estação Carioca ainda está sem previsão. Desta estação deveriam sair várias linhas. Por enquanto, apenas a Linha 1 passa pela Estação Carioca.


Várias Linhas na Estação Carioca

A Estação Carioca deverá receber ainda a Linha 2, a Linha 4 e a Linha 5.


O que Foi Construído na Linha 2?

Não se sabe exatamente o que foi construído para a conclusão da Linha 2. Tampouco se sabe até onde o buraco do metrô foi escavado.

A plataforma da Linha 2 na Estação Carioca foi construída. Hoje, este espaço está fechado ao público.

Dizem também que um trecho entre a Estação Estácio e a Estação Catumbi foi escavado, assim como um trecho entre a Estação Carioca e a Estação Praça Cruz Vermelha.

No entanto, ninguém sabe ao certo como está esta obra, parada há mais de 30 anos. No último post mostramos fotos desta obra sendo feita na Avenida Chile. Até onde foi esta obra?


Obras na Praça da Cruz Vermelha

mapa linha 2 estaçao cariocaSabe-se também que nos anos 1990 o governo fez obras também sob a Praça Cruz Vermelha, no bairro da Lapa. Mas a Estação Praça Cruz Vermelha nunca foi feita.

Ao que sabemos, nada entre a Estação Carioca e a Estação Barcas (Praça XV) foi perfurado. A Estação Barcas tampouco foi construída. Ou seja, o trecho entre a Estação Carioca e a Estação Barcas deverá ser o mais custoso e o que levará mais tempo para ficar pronto.

A Linha 3 deverá se juntar à Linha 2 na Estação Barcas.

A segunda imagem, acima, mostra o que falta ser construído na Estação Carioca.


Futuras Expansões

Se saírem do papel, a Linha 4 e a Linha 5 deverão chegar também à Estação Carioca, que se transformará num grande hub de integração metroviária.


Observação

  • Este artigo foi originalmente publicado em 06 de junho de 2009.
  • Ele foi atualizado em 18 de janeiro de 2024.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2024

Metrô de Salvador

O projeto do Metrô de Salvador foi concebido em 1999. As obras começaram em abril de 2000 e estavam previstas para serem concluídas em junho de 2003. Após muitos adiamentos, o metrô  de Salvador foi finalmente inaugurado em 11 de junho 2014 para a Copa do Mundo de 2014.


Metrô de Salvador Chega ao Aeroporto

A operação do metrô conta com 35km espalhados em 20 estações.

A Linha 2 tem conexão importante com o aeroporto de Salvador. Além disso, nove estações das Linhas 1 e 2 têm conexões com ônibus.

Há um projeto em estudo de expansão do metrô pelo Centro de Salvador. Seria uma extensão da Linha 1.


Observação

  • Este artigo foi originalmente publicado em 01 de junho de 2009.
  • Ele foi atualizado em 17 de janeiro de 2024.

Metrô de Recife

metro recife
O metrô de Recife foi inaugurado em 11 de março de 1985.


Metrô de Recife Tem Três Linhas

O metrô de Recife ganhou uma grande expansão desde que o Brasil foi anunciado como sede da Copa do Mundo de 2014. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos não parou de investir no sistema, ampliando a Linha 1 e construindo a Linha 2.

Hoje, temos três linhas, 37 estações e 71km de trilhos. Cerca de 400 mil pessoas usam o sistema diariamente.


Observação

  • Este artigo foi originalmente publicado 02 de junho de 2009.
  • Ele foi atualizado em 17 de janeiro de 2024.

domingo, 14 de janeiro de 2024

1983: Jornal do Brasil e Márcio Braga Lideram Campanha contra Estação Morro Azul

plebiscito estação flamengo
Em 14 de novembro de 1983, o Jornal do Brasil publicou em sua edição diária uma cédula para um plebiscito inusitado e não-oficial. O carioca deveria votar se a Estação Morro Azul da Linha 1 deveria continuar com este nome ou se ela deveria se chamar Estação Flamengo.


Plebiscito, Abaixo-Assinado e Flamengo Pressionam

Pelo regulamento do próprio jornal, o carioca deveria enviar pelo correio seu voto a uma das 27 agências do Jornal do Brasil. Outra opção seria depositar a cédula numa urna colocada na Estação Morro Azul.

Um dos líderes da campanha de mudança do nome foi Márcio Braga, presidente do Club de Regatas do Flamengo, que em 07 de novembro de 1983 se manifestou publicamente a favor da mudança de nome.

A Estação Morro Azul foi inaugurada em 18 de setembro de 1981. Seu nome causou grande confusão entre os cariocas. Morro Azul é uma pequena favela no bairro do Flamengo. Numa época que não existia celulares ou internet, muita gente não conseguia chegar ao bairro do Flamengo, pois não identificava Morro Azul. Muitos passageiros saltavam na Estação Botafogo.

estação morro azul
A Associação de Moradores e Amigos do Flamengo promoveu um abaixo-assinado. O movimento pela mudança de nome ganhou a simpatia do presidente do Metrô Carlos Theóphilo.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2024

BH Tem apenas uma Linha de Metrô

mapa metrô bh
Belo Horizonte (MG) tem apenas uma linha de metrô. São 19 estações, com um total de 28km. O primeiro trecho do metrô foi inaugurado em 1986 e até hoje esta única linha está em obras com a construção de duas novas estações.

A Linha 2, com sete estações, está em construção. Outras seis estações para esta linha estão projetadas.

A Linha 3, com outras quatro estações, está no papel.

A Linha 4, com outras 18 estações, também está no papel.


Observação

  • Este artigo foi originalmente publicado em 22 de abril de 2009.
  • Ele foi atualizado em 08 de janeiro de 2024.

domingo, 7 de janeiro de 2024

1983: Estação Maracanã Será Anunciada no Placar Eletrônico

estaçao maracana metro anunciada no placarA inauguração da Estação Maracanã (em 19 de novembro de 1983) será divulgada no placar eletrônico do estádio do Maracanã.


Parceria Metrô com Estádio do Maracanã

O anúncio foi feito pelo Presidente do Metrô Carlos Theóphilo no dia 12 de novembro de 1983 e publicado pelo Jornal do Brasil em 13 de novembro de 1983.

O Estádio do Maracanã também ganharia um estacionamento para 600 vagas de automóveis. O objetivo seria retirar carros das ruas que engarrafam a Praça da Bandeira em dias de jogos e grandes eventos no estádio e na UFRJ.

Junto com a Estação Maracanã também no dia 19 de novembro seria inaugurada a Estação São Cristóvão. A Linha 2 finalmente ganharia forma. O tempo de viagem estimado entre a Estação Maracanã e a Estação Estácio seria de em torno de três a quatro minutos.


Placar Eletrônico Também Era Novo

placar eletrônico maracana
O placar eletrônico do Maracanã ainda era uma novidade em 1983, tendo sido ele inaugurado em 1979, 29 anos depois da abertura do estádio para a Copa do Mundo de 1950.

Metrô de São Paulo É Maior que o do Rio

O metrô de São Paulo é maior que o do Rio de Janeiro.

As Linhas 1, 2, 3, 4, 5 e 6 estão funcionando. Extensões das linhas existentes e a construção de duas novas linhas estão em andamento.

Em 2009, o metrô paulista tinha 61,3km e chegou a 104,4km no final de 2023. São 91 estações. O projeto prevê que São Paulo chegue a 240km de trilhos metroviários.


Observação

  • Este artigo foi publicado originalmente em 21 de abril de 2009.
  • Ele foi atualizado em 07 de janeiro de 2024.

sábado, 6 de janeiro de 2024

Metrô para Todos

O metrô deveria ser para todos!

Linha 1

Projeto Original

  • Linha circular. Incluiria Estação Morro de São João (Botafogo), Estação Praça Santos Dumont (Gávea) e túnel através do maciço da Tijuca para unir Zonas Sul e Norte.

Projeto Atual

  • Expansões para a Estação Gávea, construção da Estação Muda e da Estação Morro de São João.


Linha 1A

Projeto Atual

  • Linha 1A concluída.


Linha 1B

Projeto Atual

  • Estação Botafogo, Estação Real Grandeza (Botafogo), Estação Leme, Estação Cardel Arco Verde (Copacabana), Estação Constante Ramos (Copacabana), Estação Arpoador, Estação Nossa Senhora da Paz (Ipanema). Sem previsão do início das obras.

Linha 1C

Projeto Atual

  • Estação Uruguai, Estação Praça Sachet, Estação Grajaú, Estação Barão do Bom Retiro e Estação Méier. Sem previsão do início das obras.


Linha 1D

Projeto Atual

  • Estação Uruguai (Tijuca), Estação Muda e Estação Usina. Sem previsão do início das obras.


Linha 2

Projeto Original

  • Estação Catumbi, Estação Praça da Cruz Vermelha, Estação Carioca (já pronta) e Estação Praça XV. Sem previsão do início das obras.

Projeto Atual

  • Estação Vila Rosali, Estação Agostinho Porto, Estação Coelho da Rocha e Estação Belford Roxo. Sem previsão do início das obras.


Linha 2A

  • Projeto Original: Estação Trevo das Margaridas, Estação Avenida Brasil e Estação Colégio. Sem previsão do início das obras.


Linha 3

Projeto Original

  • A Linha 3 será dividida em três partes para sua construção. A primeira Parte ligará Estação Guaxindiba (São Gonçalo) à Estação Araribóia (Niterói). A segunda parte ligará a Estação Araribóia à Estação Praça XV (Rio de Janeiro). A terceira parte ligará a Estação Guaxindiba à Estação Itaboraí.

Projeto Atual

  • Cronograma de obras da primeira parte sendo analisado. As estações serão Estação Praça Araribóia, Estação Jansen de Mello, Estação Barreto, Estação Neves, Estação Vila Laje, Estação Paraíso, Estação Parada 40, Estação Zé Garoto, Estação Mauá, Estação Antonina, Estação Trindade, Estação Alcântara, Estação Jardim Catarina e Estação Guaxindiba. Não há previsão para o início das obras.


Linha 4

Projeto Original

  • Estação Alvorada, Estação Barra Shopping, Estação Parque das Rosas, Estação Shopping Downtown, Estação Estação Barra Point, Estação Jardim Oceânico, Estação Praia do Pepino, Estação Fashion Mall, Estação PUC, Estação Praça Santos Dumont, Estação Jardim Botânico, Estação Hospital da Lagoa, Estação Humaitá, Estação Largo dos Leões, Estação Botafogo, Estação  Estação Laranjeiras, Estação Lapa e Carioca.

Projeto Atual

  • Projeto original se mantém mas apenas a Estação Jardim Oceânico e a Estação São Conrado foram construídas. 


Linha 4A

Projeto Atual

  • Estação Botafogo, Estação Morro de São João (Botafogo) e Estação Urca. Sem previsão do início das obras.


Linha 5

Projeto Original

  • Estação Cocotá, Estação Jardim Guanabara, Estação Galeão, Estação UFRJ, Estação Rodoviária Novo Rio, Estação Carioca e Estação Santos Dumont. Sem previsão do início das obras.


Linha 6

Projeto Original

  • Estação Galeão, Estação Penha, Estação Vila da Penha, Estação Irajá, Estação Madureira Shopping, Estação Campinho, Estação Taquara, Estação Jacarepaguá, Estação Cidade de Deus, Estação Casa Shopping, Estação Shopping Via Parque, Estação Hospital Lourenço Jorge, Estação Alvorada. Sem previsão do início das obras.


Linha 6A

Projeto Original

  • Estação Bonsucesso, Estação Olaria e Estação Penha. Sem previsão do início das obras.


Outras Linhas

Muito se fala numa sétima linha saindo da Estação Araribóia em direção à Icaraí. Não encontrei no entanto, nenhuma documentação a respeito.

Com o crescimento do Recreio, especúla-se de uma linha para lá, que poderia ser a extensão da Linha 4.


Observação

  • Este artigo foi originalmente publicado em 14 de abril de 2009.
  • Ele foi atualizado em 06 de janeiro de 2004.

A Linha 1 do Metrô do Rio de Janeiro

Este é o mapa atual da Linha 1. Todas as estações estão em funcionamento.

No futuro, a Linha 1 deverá ser circular unindo a Zona Norte, o Centro e a Zona Sul. Faltam apenas três estações a serem construídas: Estação Gávea, Estação Muda e Estação Morro de São João.


As Estações da Linha 1

  • Estação Uruguai
  • Estação Saens Peña
  • Estação São Francisco Xavier
  • Estação Afonso Pena
  • Estação Estácio
  • Estação Praça Onze
  • Estação Central
  • Estação Presidente Vargas
  • Estação Uruguaiana
  • Estação Carioca
  • Estação Cinelândia
  • Estação Glória
  • Estação Catete
  • Estação Largo do Machado
  • Estação Flamengo
  • Estação Botafogo
  • Estação Cardeal Arcoverde
  • Estação Siqueira Campos
  • Estação Cantagalo
  • Estação General Osório
  • Estação Nossa Senhora da Paz*
  • Estação Jardim de Alah*
  • Estação Antero de Quental*
Observação: O Metrô Rio considera as estações com * como parte da Linha 4.


Obras da Linha 1

As obras da Linha 1 começaram em 23 de junho de 1970 na Praça Paris.
  • Lote 1: ?
  • Lote 2: ?
  • Lote 3: Centro (altura da Rua Buenos Aires).
  • Lote 4: Centro (altura da Rua São José).
  • Lote 5: ?
  • Lote 6: ?
  • Lote 7: Catete, Largo do Machado e Flamengo.
  • Lote 8: Flamengo e Botafogo.
  • Lote 9: Botafogo.
  • Lote 10: ?
  • Lote 11: ?
  • Lote 12: ?
  • Lote 13: ?
  • Lote 14: ?
  • Lote 15: ?
  • Lote 16: ?
  • Lote 17: ?
  • Lote 18: ?
  • Lote 19: ?
  • Lote 20: ?
  • Lote 21: ?
  • Lote 22: Rio Comprido e Tijuca.
  • Lote 23: Tijuca (altura da Praça Saens Peña).


Traçados Históricos da Linha 1

  • 1979: Estação Praça Onze - Estação Glória.
  • 1980: Estação Estácio - Estação Glória.
  • 1981: Estação Estácio - Estação Botafogo.
  • 1982: Estação Saens Peña - Estação Botafogo.
  • 1998: Estação Saens Peña - Estação Cardeal Arcoverde.
  • 2002: Estação Saens Peña - Estação Siqueira Campos.
  • 2007: Estação Saens Peña - Estação Cantagalo.
  • 2009: Estação Saens Peña - Estação General Osório.
  • 2013: Estação Saens Peña - Estação Cantagalo.
  • 2014: Estação Uruguai - Estação General Osório.
  • 2016: Estação Uruguai - Estação Antero de Quental.


Projeto de Expansão da Linha 1

Linha Circular

  • Fechamento do anel entre a Zona Norte e a Zona Sul.

Trecho Zona Norte

  • Estação Muda.

Trecho Zona Sul

  • Estação Gávea.
  • Estação Morro de São João.


Observação

  • Este artigo foi publicado originalmente em 26 de março de 2009.
  • Ele foi atualizado em 06 de janeiro de 2024.

terça-feira, 2 de janeiro de 2024

Acidente do Metrô em Botafogo: Perda Total em Carro do Metrô Rio?

acidente metro botafogo 2023
 O acidente do metrô em Botafogo foi mais grave do que se pensava. O blog Metrô do Rio contou que no final do ano de 2023 tivemos vários acidentes no transporte de massa do Grande Rio.

Mas o que parecia ser um pequeno acidente ou incidente minimizado pelo Metrô Rio, ganha detalhes que mostram como o nosso transporte de massa é inseguro, frágil e que viaja constantemente sob risco. Risco para os passageiros, para os condutores, para os funcionários e até para quem está nos arredores do trem, estações, plataformas.

Algumas denúncias anônimas chegaram até o blog, inclusive foto (ao lado).


O que Sabemos sobre o Acidente na Estação Botafogo?

  • Foi maior do que relatado pelo Metrô Rio.
  • O trem acidentado foi um dos novos trens chineses.
  • O trem estava mais rápido do que deveria naquele local.
  • Pilares, paredes e estrutura do túnel foram danificados.
  • Da composição de seis carros, quatro foram desacoplados e levados de volta ao Centro de Manutenção.
  • Os trens da Linha 2 têm que ir até a Estação General Osório dar a volta.

Denúncias Recebidas (Não Podemos Comprovar)

  • A piloto era inexperiente, recém-formada.
  • O trem fez a manobra em controle manual CMC.
  • Dois carros da composição ainda se encontram no local.
  • O primeiro carro sofreu perda total e virará sucata.
  • O segundo carro também sofreu perda total? Ou o segundo carro tem salvação?


Video Mostra Situação da Área de Manobra

Alexandre da Silva gravou este vídeo no dia 30 de dezembro de 2023. Podemos ver que uma semana depois do acidente, ainda estavam trabalhando ali.



Uma Conclusão

Se os trens da Linha 2 ficassem na Linha 2 e não entrassem na Linha 1 injetados através da Linha 1A, nada disso teria acontecido.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2024

A Linha 2 do Metrô do Rio de Janeiro

Estas são as estações em funcionamento da Linha 2.

No futuro, a Linha 2 deverá chegar por um lado até a Estação Belford Roxo e por outro até a Estação Praça XV.


As Estações da Linha 2

  • Estação Pavuna
  • Estação Engenheiro Rubens Paiva
  • Estação Acari / Fazenda Botafogo
  • Estação Coelho Neto
  • Estação Colégio
  • Estação Irajá
  • Estação Vicente de Carvalho
  • Estação Thomaz Coelho
  • Estação Engenho da Rainha
  • Estação Inhaúma
  • Estação Del Castilho
  • Estação Maria da Graça
  • Estação Triagem
  • Estação Maracanã
  • Estação São Cristóvão
  • Estação Estácio


Obras da Linha 2

As obras da Linha 2 começaram em 16 de março de 1977.
  • Lote 30: Estácio - São Cristóvão: Mendes Júnior / CETENCO.
  • Lote 31: São Cristóvão - Maracanã: CETENCO / ECISA
  • Lote 32: Maracanã - Maria da Graça: ECISA.
  • Lote 60: Maria da Graça - Engenho da Rainha: Queiroz Galvão.
  • Lote 61: Engenho da Rainha - Colégio: ESUSA.
  • Lote 62: Colégio - Pavuna: Queiroz Galvão.


Traçados Históricos da Linha 2

  • 1981: Estação Maracanã - Estação Estácio.
  • 1983: Estação Irajá - Estação Estácio.
  • 1985: Estação Maria da Graça - Estação Estácio.
  • 1987: Estação Inhaúma - Estação Estácio.
  • 1991: Estação Engenho da Rainha - Estação Estácio.
  • 1996: Estação Vicente de Carvalho - Estação Estácio.
  • 1998: Estação Pavuna - Estação Estácio.


Projeto de Expansão da Linha 2

Trecho Centro

  • Estação Catumbi
  • Estação Praça da Cruz Vermelha
  • Estação Carioca
  • Estação Praça XV

Trecho Grande Rio

  • Estação Vila Rosali
  • Estação Agostinho Porto
  • Estação Coelho da Rocha
  • Estação Belford Roxo

Linha 1 Deveria ser Circular

O projeto original da Linha 1, desenhado nos anos 1970, ligaria a Tijuca à Zona Sul.


Projeto da Linha 1 Circular

Nos anos 1980, o projeto foi redesenhado para incluir um túnel da PUC até a Rua Uruguai, por baixo do maciço da Tijuca para transformar a Linha 1 em formato circular.

A ilustração ao lado está desatualizada, pois: a Estação Cantagalo, a Estação General Osório, a Estação Nossa Senhora da Paz, a Estação Jardim de Alah e a Estação Antero de Quental já foram inauguradas.

A Estação Gávea passou a ser a Estação PUC mostrada no mapa. O bairro da Gávea passou a ter uma só estação na Linha 1.

Já no trecho entre a Estação Gávea e a Estação Uruguai deveria haver também a Estação Muda.

Observação 🚇

  • Este post foi originalmente publicado em 24 de março de 2009.
  • Ele foi atualizado em 01 de janeiro de 2024.