sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

VLTs Intermunicipais: Só no Estado do Rio

O que é VLT? VLT é um bonde moderno, normalmente elétrico, de baixa velocidade e capacidade de transporte. É utilizado em grandes cidades onde há dificuldades geográficas de se construir o metrô subterrâneo (por exemplo Amsterdã ou São Francisco) ou em médias e pequenas cidades (por exemplo Macaé) que querem evitar ônibus e o metrô ficaria acima do orçamento. Macaé acertou ao implantar o seu VLT dentro do município. Este VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) vai funcionar como se fosse um metrô.

Mas agora, o Secretário de Transportes do Estado do Rio de Janeiro e os prefeitos de quatro municípios do Norte-Fluminense querem construir VLTs intermunicipais. Os municípios que estudam esta possibilidade são: Campos dos Goytacazes, Carapebus, Macaé e Rio das Ostras.

Ora, já que é para transportar grande quantidade de pessoas, em grande velocidade, em distância maiores, entre os municípios, que se faça linhas de trem e não de VLTs! Aliás, o suposto projeto do VLT recuperaria antigas linhas férreas desativadas...

A foto é do trem que liga Cannes a Nice, no sul da França. Quero deixar bem claro que é trem e não VLT. O trajeto de 30km é feito em 30 minutos, pois o trem pára em algumas estações entre as duas cidades.

sábado, 18 de dezembro de 2010

O Terminal da Alvorada

O Terminal Rodoviário da Alvorada, na Barra da Tijuca, deveria ser para a Zona Oeste o que a Estação Carioca deveria ser para o Centro, a Estação Gávea para a Zona Sul e a Estação Uruguai para a Zona Norte. Ali, algumas linhas de metrô deveriam se interligar.

Reparem como há bastante espaço para a ampliação da rodoviária e sua transformação em estação multi-modal.

Toda a Zona Oeste e os cariocas desejam que a Linha 4 chegue logo até a futura Estação Alvorada, mas isso não está nos planos do atual governador.

Projetadas para terminar na Estação Alvorada estão a Linha 4, vinda da futura Estação Barra Shopping e a Linha 6, vinda da futura Estação Via Parque. Pode-se pensar também que a Estação Alvorada poderia servir para outras futuras linhas como uma pela orla da Barra e outra em direção ao Recreio dos Bandeirantes.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Mistério do Viaduto da Linha 2 Pode Ter Chegado ao Fim

Em 16 de Maio de 2010, publiquei um post sobre um viaduto da Linha 2 que tinha sido abandonado pelo Metrô e que foi ocupado por uma favela. O viaduto fica em Fazenda Botafogo, às margens da Avenida Martin Luther King.

Veja o que Pablo Itt publicou no Skyscrapercity, em 08 de Dezembro de 2008: "Este pequeno viaduto sobre o canal de Acari na Fazenda Botafogo seria para dar acesso a uma oficina específica para a linha 02, que foi abandonada, e na sua área implantada essas construções.... o que foi feito com esta proposta? Na década de 70, foi realizada uma exposição para mostrar o projeto do metrô, inclusive com maquetes de várias estações..."

Seria então uma oficina para a Linha 2, como temos hoje na altura da Avenida Presidente Vargas?

Leia o post de Pablo Itt no skyscrapercity no link abaixo:

Veja a primeira matéria sobre este viaduto em:
http://metrodorio.blogspot.com/2010/05/favela-ocupa-obra-do-metro.html

sábado, 27 de novembro de 2010

TCU Condena Linha 3

Em 09 de Novembro, o Tribunal de Contas da União recomendou que o Congresso Nacional não libere recursos para o projeto de implantação da Linha 3 do metrô, que ligaria São Gonçalo, na Região Metropolitana, ao Rio. A recomendação foi feita no último dia 9.

Na avaliação do TCU, o “projeto básico da Linha 3 é deficiente e desatualizado”. Esta é a segunda vez que o Tribunal de Contas condena projeto, que está avaliado em mais de R$ 700 milhões.

A Secretaria estadual de Transportes afirmou, através de seu site que já foraentregues as atualizações do projeto, assim como as estruturas de custos e detalhamento de preço.

"No intuito de atender integralmente às solicitações do Tribunal de Contas da União, no que diz respeito à paralisação das obras da Linha 3, a Secretaria Estadual de Transportes informa que se reuniu com a Secretaria Nacional de Mobilidade do Ministério das Cidades, na última quarta-feira, em Brasília, onde foram entregues as referidas atualizações do projeto, assim como as estruturas de custos e detalhamento de preço. Toda a documentação deverá ser encaminhada ao TCU pelo Governo Federal".

O projeto da Linha 3 foi dividido em três partes mas nenhum deles saiu do papel. O primeiro trecho seria a ligação entre São Gonçalo e Niterói pela superfície, através de 14 estações. É este que custa R$ 700 milhões e que está embargado. A segunda parte do projeto é ligar Niterói à futura Estação Praça XV (futura ligação com a Linha 2) através de um túnel submarino. A última etapa seria ligar São Gonçalo à Itaboraí.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Aumenta o Rítmo da Obra da Linha 4

túnel de serviço metro rio barraA média de escavação do túnel de serviço da Linha 4 aumentou em novembro dos iniciais 2,5 metros por dia para 4 metros diários.

Lembro aos leitores que o túnel de serviço, não é o túnel do metrô. Após a obra, o túnel de serviço será utilizado como saída de emergência. Durante a obra, é através dele que entram carros e caminhões para a construção do túnel do metrô, que deverá passar mais ou menos 12 metros acima do túnel de serviço.

A foto é de Fábio Carvalho.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Canteiro de Obras de São Conrado

canteiro de obras estaçao sao conradoConsegui uma foto e a publico aqui. O canteiro de obras está na Estrada da Gávea, em São Conrado, perto do supermercado Sendas.


São Conrado Deveria Ter Duas Estações

Como a Estação São Conrado ficará num extremo do bairro, este blog é da opinião que São Conrado merecia duas estações. Perto da Gávea, deveria ser a Estação Rocinha e na altura do Posto Shell, mais para o lado da Barra da Tijuca, deveria ser a Estação São Conrado.

Por que duas estações? Porque quem mora numa ponta do bairro ficará muito longe do metrô para ir a pé. Quem pega ônibus, vai pegar um transporte só, que já vá até o destino final.

O estado estuda a integração da Rocinha com a Estação São Conrado através de um teleférico.

sábado, 13 de novembro de 2010

4ª Estação de Metrô da Tijuca não Será na Rua Uruguai

metro rio uruguaiO nome da futura parada será Estação Uruguai. Mas ela ficará a 170 metros da Rua Uruguai, onde deveria ser a estação de metrô prevista nos anos 1960. Para que a obra fique mais barata para a concessionária Metrô Rio, decidiu-se não escavar os metros faltantes e a estação ficará onde é hoje o Rabicho da Tijuca, sob a Rua Conde de Bonfim, entre as ruas José Higino e Itacuruçá/Dona Delfina.


Estação Uruguai Custa R$ 240 Milhões

O custo da estação, primeiramente anunciado em R$ 240 milhões, foi corrigido para R$ 220 milhões. Será a primeira estação totalmente refrigerada do Brasil e, imitando São Paulo (ver post http://metrodorio.blogspot.com/2010/10/prudencia-em-sao-paulo.html), terá portas entre a plataforma e o trem, para evitar quedas das pessoas nos trilhos.


Projeto Semelhante ao da Estação Cinelândia

estaçao uruguai metro rioO projeto da Estação Uruguai será semelhante ao da Estação Cinelândia. No primeiro subsolo, haverá bilheterias. No andar de baixo, haverá a plataforma com os trilhos. Não será construída uma segunda plataforma e caso a Estação Uruguai venha a atender no futuro a Linha 1 e a Linha 1D, uma expansão para a construção da segunda plataforma será necessária.

A Estação Uruguai deverá atender 50 mil passageiros por dia. Os ônibus do metrô serão transferidos da Estação Saens Peña para a Estação Uruguai e um estacionamento para 600 carros será construído no local.

A entrega da Estação Uruguai foi prometida para antes da Copa do Mundo de 2014, mas já se fala que ela só será entregue em dezembro de 2014.

Fonte das Fotos: Jornal O Dia.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Obras Começaram em São Conrado

obras estacao sao conrado metro rioAs obras da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro chegaram a São Conrado no final de outubro. O canteiro de obras da Estada da Gávea fica na altura do supermercado Sendas.

Na verdade, de outubro a janeiro de 2011 serão feitas apenas a análise do solo, como foi feito na Barra da Tijuca. A partir de janeiro ou talvez em fevereiro de 2011, as escavações vão começar.

domingo, 7 de novembro de 2010

Antigos Bondes do Rio de Janeiro

mapa bondes antigos rio de janeiroEste primeiro mapa, do blog Saudades do Rio, mostra as linhas de bonde que a cidade tinha na década de 1920. Quase todas foram desativadas e trocadas por linhas de ônibus e metrô.

No segundo mapa, mostramos as duas linhas que sobraram, ambas em Santa Tereza: Carioca - Dois Irmãos; e Carioca - Paula Mattos.

Outros bairros poderiam ter bondes até hoje, como o Horto, Urca, Leme, etc. Estes poderiam ser os tradicionais ou os mais modernos tipo VLTs e poderiam ter ligações com estações de metrô próximas.

Seria muito melhor que ônibus.




mapa bondes santa teresa

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Nova Ponte na Barra da Tijuca

ponte metrô barra da tijucaA Barra da Tijuca vai ganhar uma ponte de 350 metros de comprimento e de 15 metros de altura por cima do Canal da Joatinga. Por ali, vai passar o metrô indo e vindo da Estação Jardim Oceânico.
As escavações na rocha já começaram mas ainda não fizeram a ponte.

sábado, 30 de outubro de 2010

Estação Uruguai Custará R$ 240 Milhões

Em outubro, troquei cartas com o Metrô Rio através da seção de "Cartas dos Leitores" do jornal O Globo, o assessor de comunicação do metrô, Joubert Flores, deu mais alguns detalhes sobre as obras da Estação Uruguai.

Ela custará R$ 240 milhões e será custeada e feita pela concessionária. O cronograma da obra, que começará em 2012 e terminará em 2014, está mantido. A Estação Uruguai será entregue para a Copa do Mundo de futebol.


Obra da Estação Uruguai Dividida em Etapas

Como já divulgado aqui no blog, a primeira parte da obra, em 2012, será recuperação dos trilhos do antigo "rabicho da Tijuca". Em 2013, começarão as obras de recuperações das estruturas, escavações para o que falta ser construído (acessos à estação e à plataforma). Em outra frente, também em 2013, começarão os trabalhos de transformação do estacionamento da Rua Uruguai em estação de metrô. Ficará para 2014 apenas obras de acabamento da estação e testes com o metrô já sob os trilhos. Estes testes primeiro serão feitos sem passageiros e posteriormente, alguns passageiros poderão participar dos mesmos em horários a serem divulgados.


Obra Pode Ser Antecipada

No entanto, no O Globo de 21 de outubro, o Metrô Rio informou que as obras da Estação Uruguai começarão no primeiro semestre de 2011, aguardando apenas a licença de meio-ambiente para o início das mesmas.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Estação Cidade Nova em Novembro

estaçao cidade nova metro rioA Estação Cidade Nova, única parada exclusiva da Linha 1A, entrará em operação em 1º de novembro. A concessionária Metrô Rio investiu R$ 80 milhões somente na estação, sem contar o desvio dos trens da Linha 2 para a Linha 1.

A Estação Cidade Nova, que fica muito próxima da Estação Estácio e da Estação Praça Onze, tem seis escadas rolantes, 12 escadas fixas e seis elevadores.

No início, a nova parada não funcionará nos horários de rush. Com o passar do tempo, ela deve ficar mais tempo aberta gradativamente até operar nos horários regulares do metrô.

A passarela sobre a Avenida Presidente Vargas ficará aberta somente nos horários nos quais a Estação Cidade Nova estiver aberta.

sábado, 23 de outubro de 2010

Monotrilho no Lugar da Linha 5

mapa monotrilho rio de janeiroA Linha 5 nunca saiu do papel e pode nunca sair. A concessionária Metrô Rio vai conversar com o Governo do Estado sobre um projeto de ligar a Estação Cidade Nova (Linha 1A) com a Rodoviária Novo Rio através de monotrilhos. Esta nova maluquice ganharia também uma parada na Leopoldina. Como a outra ponta pode ser ligada ao metrô através de corredores expressos de ônibus, seria o fim da Linha 5.


Relembre o Projeto Original da Linha 5

O projeto original da Linha 5 é o seguinte: Estação Cocotá, Estação Jardim Guanabara, Estação Aeroporto Internacional do Galeão, Estação Cidade Universitária UFRJ, Estação Rodoviária Novo Rio, Estação Carioca e Estação Aeroporto Santos Dumont.

Claro que o sistema de monotrilhos aliviará o trânsito, enquanto o metrô não é construído, mas não pode ser definitivo. Entrar no monotrilho debaixo de sol escaldante, de chuva e de ventos fortes pode ser perigoso e o serviço poderá ser interrompido a qualquer momento.

sábado, 16 de outubro de 2010

Linha 1D Voltou a Ser Notícia

O presidente da concessionária Metrô Rio, José Gustavo de Souza Costa, tem mantido conversas com o Governador Sérgio Cabral visando expandir a Linha 1 em direção à Zona Oeste. A notícia foi divulgada no jornal Extra em Agosto. É a chamada Linha 1D, que foi projetada nos anos 1990.


Expansão a Partir da Estação Uruguai

A partir da Estação Uruguai, a ser concluída em 2014, o metrô iria para a Estação Praça Xavier de Brito (na Muda), Estação Andaraí, Estação Vila Isabel, Estação Engenho de Dentro, Estação Méier e de lá iria em direção à Jacarepaguá.

A concessionária tem o direito (não a obrigação) de fazer tal obra até 2038, data que encerra o contrato de concessão.

Nada contra a Linha 1D, desde que a Estação Uruguaia seja construída com duas plataformas. Uma para seguir viagem para a Zona Oeste (Linha 1D) e outra para fazer a Linha 1 circular, em direção à futura Estação Gávea.

Por que não se dedicarem às Linhas 1 e 2 (ambas incompletas) e 3 e 4 que não saíram do papel antes de trabalhar em novas linhas?

sábado, 9 de outubro de 2010

Prudência em São Paulo

Estação Vila PrudenteA nova Estação Vila Prudente, em São Paulo, foi inaugurada com muita prudência. Uma enorme parede de vidro, com portas eletrônicas, separam (e protegem) o público dos trilhos e dos trens.

Agradeço a Daniel Uram por enviar esta matéria.

Fonte da Foto: Folha de São Paulo.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

O que Esperar do Governo Cabral?

Como todos sabem, Sérgio Cabral foi reeleito para mais quatro anos de governo. Estes votos não foram oriundos de sua política para os transportes do estado, que estão um caos. No quesito metrô, o que de concreto podemos esperar do governador nos próximos quatro anos?


Linha 1

  • Construção da Estação Uruguai entre 2012 e 2014.


Linha 1A

  • Fim das obras da Estação Cidade Nova.


Linha 2

  • Não espere nada, pois não há projeto nem vontade de terminar a Linha 2. Segundo especialistas em transportes, ouvidos pela Veja Rio, é fundamental terminar a Estação Praça da Cruz Vermelha, Estação Carioca e construir Estação Praça XV.


Linha 3

  • A verba do governo federal para a ligação São Gonçalo - Niterói foi bloqueada por causa de suspeita de superfaturamento nos orçamentos da obra. O projeto tem que ser revisado, novo orçamento submetido e aguardar sua aprovação pelo TCU.


Linha 4

  • As obras da Estação Jardim Oceânico e sua ligação com a Estação São Conrado estão em andamento. Resta saber se o Governador vai acabar de destruir o metrô do Rio levando ele para Ipanema (extensão da Linha 1) ou se vai acatar o pedido das Associações de Moradores e fazer a Linha 4 através de seu projeto original.


Governo Federal

  • Tais projetos podem mudar dependendo do presidente a ser eleito. Dilma Roussef defende a criação do trem bala, que poderia acelerar as obras da Linha 5, ligando aeroportos ao centro da capital. Já José Serra não fará o trem bala mas defende a expansão do metrô em diversas metrópolis incluindo o Rio. Ao ouvir especialistas, é bem provável que a Linha 3 seja feita até Itaboraí e não apenas até São Gonçalo. A conclusão da Linha 2 e uma Linha 4 maior poderão sair do papel também.


Macaé

  • A obra está em andamento. Pelo que foi divulgada, a verba é toda municipal e independe dos governos estadual e federal.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Estação Botafogo Reformada

metro botafogo apos reformaA Estação Botafogo foi reformada.

Ficou mais bonita? Ficou. Melhoraram os acessos? Melhoraram.

Mas não é isso que o Rio quer. O dinheiro dessas reformas poderia ter sido utilizado para expandir a malha metroviária, ou pelo menos que a Estação Morro de São João fosse enfim construída, já que o metrô já passa através de seu terreno.

Fonte da foto: www.metrorio.com.br

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Detonações na Barra da Tijuca

As obras estão a todo vapor. Desde o dia 1º de setembro de 2010, duas detonações por dia ocorrem no maciço da Tijuca, na Barra da Tijuca.

Trata-se da construção da Linha 4 (Estação Jardim Oceânico em direção à Estação São Conrado).


Dúvidas Em Relação às Obras na Barra da Tijuca

Para esclarecer dúvidas relacionadas à obra e aos procedimentos, a Secretaria de Transportes e o Consórcio Rio Barra mantêm uma Central de Atendimento ao Público, funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no escritório da obra, na Av. Armando Lombardi, nº 30. Este canal de comunicação com a comunidade funciona desde maio e já atendeu mais de 50 moradores que puderam esclarecer dúvidas e conhecer mais sobre o projeto da Linha 4, que vai beneficiar milhares de passageiros diariamente.

sábado, 25 de setembro de 2010

Metrô Rio Responde à AMAB

A concessionária Metrô Rio informou à Associação de Moradores de Botafogo (AMAB) que a construção da Estação Morro de São João só será feita após o fim das obras da Estação Uruguai.

Parece desculpa esfarrapada...

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Irregularidades da Linha 3 do Rio em Jornal de São Paulo

Irregularidades da Linha 3 do RioAssíduo leitor da Folha de São Paulo e deste humilde blog, Daniel Uram mandou uma notícia que saiu no jornal paulista sobre o metrô fluminense.

Parece que a imprensa de São Paulo deu uma notícia importante sobre o Rio, enquanto que grande parte dos jornais fluminenses ignorou: a suspeita de superfaturamento no orçamento da Linha 3 fez com que o Tribunal de Contas da União bloqueasse a verba que o estado do Rio receberia para construir a Linha 3.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Linha 3: Governo Cabral Tem Verba Bloqueada

O Tribunal de Contas da União bloqueou novamente os repasses de verba da União para a construção da Linha 3 para o Governo Estadual do Rio de Janeiro.


Decisão do TCU

A decisão do TCU aconteceu no dia 25 de agosto. Conforme o relator da matéria, o ministro José Jorge, foram encontradas diversas irregularidades no contrato, entre elas a falta de um projeto para a obra e a previsão de pagamento de CPMF no contrato.


Licitação da Linha 3

A licitação para a Linha 3 foi realizada no ano de 2002 e seria feita com recursos do Governo Estadual. Mas, a partir de 2007, o Estado conseguiu fazer com que a obra entrasse no orçamento da União.

Em maio deste ano, o Governo Estadual começou a limpeza do terreno por onde passarão os trens. O projeto é orçado em R$ 2 bilhões, transportaria cerca de 350 mil pessoas ao dia e teria 14 estações.

sábado, 11 de setembro de 2010

São Paulo Expande Malha Metroviária

Ao contrário do Rio de Janeiro, que parou no tempo, São Paulo investe pesado no metrô, que está dentro do chamado Plano de Extensão do Transporte Metropolitano. O ambicioso projeto é o maior investimento em transporte público já feito no país e seu custo é da ordem de R$ 20 bilhões. O objetivo é quadruplicar a malha metroviária.


São Paulo x México DF

Comparando com a Cidade do México (21 milhões de pessoas na área metropolitana, contra 20 da cidade brasileira), São Paulo tem ainda apenas 65 quilômetros de trilhos de metrô, contra 201 dos mexicanos. Ambas as cidades começaram a construir suas linhas de metrô na mesma época. A que ponto chegou o atraso brasileiro!

Em maio passado, foi inaugurada a Linha 4, com apenas duas estações. Os trens e as estações são os mais modernos do país: não precisam de condutor, possuem internet e os celulares funcionam sem problemas. Essa é a primeira linha do País a operar pelo sistema de Parceria Público Privada (PPP). A concessionária ViaQuatro é responsável pela operação e manutenção da linha.


As Linhas de São Paulo

Linha 1 Azul (Tucuruvi - Jabaquara)

  • Inauguração: 1974.
  • Estações: 23.
  • Quilômetros: 20.
  • Expansões: 0.

Linha 2 Verde (Vila Madalena - Sacomã)

  • Inauguração: 1991.
  • Estações: 12.
  • Quilômetros: 15.
  • Expansões: 2 estações em construção.

Linha 3 Vermelha (Palmeiras-Barra Funda - Corinthians-Itaquera)

  • Inauguração: 1979.
  • Estações: 18.
  • Quilômetros: 22.
  • Expansões: 0.

Linha 4 Amarela (Paulista - Faria Lima)

  • Inauguração: 2010.
  • Estações: 2.
  • Quilômetros: 4.
  • Expansões: 9 estações em construção.

Linha 5 Lilás (Capão Redondo - Largo Treze):

  • Inauguração: 2002.
  • Estações: 6.
  • Quilômetros: 8.
  • Expansões: 11 estações em construção.


Futuras Linhas

Linha 6 Laranja (São João - Brasilândia)

  • Início das Obras: 2010 ou 2011.
  • Estações: 14.
  • Quilômetros: 16.
Obs: Linhas 15, 16 e 17 estão em estudo. A Linha 17 foi prometida no projeto do Morumbi para a Copa do Mundo de 2014.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Serra e Gabeira: pela Expansão do Metrô do Rio

José Serra é contra o trem bala e a favor do metrô. Com o dinheiro do trem bala (cerca de 20 bilhões de Reais) é possível expandir a malha metroviária de diversas capitais, incluindo o Rio de Janeiro. Serra já defendeu abertamente que o Rio de Janeiro precisa receber logo a verba para a construção de suas Linhas 3 e 4, além de terminar as Linhas 1 e 2.

Fernando Gabeira compartilha da mesma opinião do candidato à presidência. Vendo o caos que se transformou o metrô do Rio no Governo Cabral, Gabeira pretende iniciar imediatamente as obras de conclusão da Linha 2 (Estação Praça da Cruz Vermelha, Estação Carioca e Estação Praça XV). Gabeira está a favor das associações de bairros da Zona Sul e Zona Oeste e do lado dos engenheiros de transportes, que defendem a Linha 1 circular, a construção da Linha 4 por Botafogo e o início imediato das obras da Linha 3.


Promessa de Cabral

Você se lembra que Cabral, na última eleição, prometeu as Linhas 2, 3 e 4. Nada, além da Estação General Osório foi feito em quatro anos. Para piorar, ele construiu a Linha 1A, congestionando de vez o nosso metrô. Se você quer um metrô decente no Rio de Janeiro, não dê outra chance a Cabral. Ele já teve a sua.

domingo, 29 de agosto de 2010

Reformas na Estação Largo do Machado

reforma estaçao largo do machadoA concessionária Metrô Rio prometeu e reformou a Estação Largo do Machado. Ela trabalha agora na reforma da Estação Botafogo.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Linha 3 do Metrô do Rio Desobstruída

linha 3 metrô desobstruidaA Secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro retirou concreto e outros objetos que estavam obstruindo a ferrovia que será utilizada para a construção da futura Linha 3.

domingo, 22 de agosto de 2010

Discussão Pública sobre a Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro

Compareçam e acompanhem a discussão pública sobre a Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro.

Novas Placas do Metrô de Tóquio

Segundo o blog Sushi de Banana, as novas placas no Metrô de Tóquio visam lembrar os japoneses das regras de etiqueta. Uma delas é a de que falar ao celular no metrô é falta de educação.



















































































































Fonte: Sushi de Banana.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Já se Pode Visitar o Metrô de Macaé

Um protótipo do metrô de Macaé pode ser visitado na Estação Central da cidade. As obras na antiga linha férrea estão a todo vapor.

O metrô macaense tem previsão de inauguração em dezembro de 2011.

Na próxima vez que você for a Macaé, visite o primeiro sistema de VLT do estado.




sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Metrô É muito mais do que um Meio de Transporte em Nova Déli

Veja a excelente reportagem da Folha de São Paulo, sobre o metrô de Nova Déli, publicada em maio de 2010. Um agradecimento a Daniel Uram, que colaborou com este post.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Cariocas Desafiam Ditadura

mapa linha 4 metro rioNinguém mais agüenta o Sérgio Cabral e seus demandos. Ele parece decidido a destruir o metrô do Rio de Janeiro. Conseguiu, em parte, com a construção da Linha 1A antes de terminar a Linha 2 (Estação Praça da Cruz Vermelha, Estação Carioca e Estação Praça XV eram promessa de campanha).

A Linha 4 prometida pelo ditador - isto é Governador - é a extensão da Linha 1 de Ipanema até a Barra da Tijuca.

Ele não contava com a união entre associações de moradores de diversos bairros da zona sul e zona oeste, com a Rio Trilhas, com o Sindicato dos Metroviários e com engenheiros e especialistas nos transportes de massa.

Os cariocas querem a Linha 4 original. Em outras palavras: a ligação da Estação Carioca à Estação Alvorada, através de Botafogo, mesmo que apenas parte deste trecho tenha sido licitado em 1998.


O que precisa ser feito

Em primeiro lugar, é necessário que o Governo defina onde será a Estação Gávea: PUC ou Praça Santos Dumont? Por que não as duas? É importante lembrar que no futuro a Gávea terá também a Linha 1 passando por ela em direção à futura Estação Rua Uruguai (que deverá ser construída entre 2012 e 2014).

O segundo passo é terminar as obras do trecho licitado fazendo as seguintes estações: Estação Jardim Oceânico, Estação São Conrado, Estação Gávea, Estação Jardim Botânico, Estação Humaitá e Estação Botafogo (esta última precisa ser ampliada, pois ela só recebe atualmente trens da Linha 1).

A etapa seguinte é a extensão da Linha 4 até a Estação Alvorada passando pela Estação Downtown, Estação Barra Shopping e Estação Alvorada (que deverá ser grande para receber futuramente os trens da Linha 6 e os ônibus do corredor T5).

Finalmente, na outra direção, é preciso fazer a Estação Laranjeiras e a ampliação da Estação Carioca para que esta estação central receba os trens da Linha 4. Nesta obra, é importante que as obras da Linha 2 já tenham sido concluídas.


Defesa ao Projeto Original

As associações de moradores de Recreio, Jacarepaguá, Barra da Tijuca, São Conrado, Gávea, Botafogo, Humaitá, Laranjeiras, Ipanema e Leblon defendem o projeto original da Linha 4, assim como engenheiros de transportes, Rio Trilhos, os metroviários e o candidato a Governador Gabeira.

A demora do governo em executar a obra, segundo o jornal O Globo fez com que a obra da Linha 4 saltasse de R$ 880 milhões para 5 bilhões. Suas obras começaram com 11 anos e 4 meses de atraso em relação à licitação.

Por que Cabral defende tanto este "linhão" que ninguém quer e ninguém acha bom?

sábado, 7 de agosto de 2010

Obras a todo Vapor na Estação Central de Macaé

obras estacao central macaeRiverton Mussi, Prefeito de Macaé, tem acompanhado de perto as obras da futura Estação Central do Metrô de Macaé. Esta será a principal estação do sistema e a base operacional do metrô, que está previsto para ser inaugurado em 2012.

A equipe da prefeitura envolvida no projeto está se mudando para salas na Estação Central para ficarem focadas no projeto. Escritórios da Secretaria de Mobilidade Urbana, Guarda Municipal e Subsecretaria de Educação no Trânsito estão sendo feitos.

A área no entorno do local está valorizada com a chegada do metrô. Um protótipo VLT deve chegar em breve a Macaé e ficará instalado na Estação Central.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Videos da Linha 3 do Metrô do Rio

Graças a Felipe, que comentou neste blog recentemente, descobri e resolvi publicar dois videos para se ter uma ideia da Linha 3 do nosso metrô.

A antiga ferrovia Niterói - Itaboraí foi desativada em 2004 para passageiros e parou de funcionar por completo em 2008. Vocês podem ver nas imagens abaixo, o completo estado de abandono das estações, do trem e da linha férrea.

Colada na ferrovia, podemos ver milhares de casas construídas irregularmente ao longo da via. Com elas vieram muito lixo, carros e até cavalos.

Este video de Latuff mostra o trem indo de Niterói à Itaboraí:


Este video de Latuff mostra o trem chegando à estação de Niterói:


Lembro apenas que apenas um trecho da Linha 3 (14 estações) foi prometida por Sérgio Cabral (a promessa ainda está no papel). Este trecho ligaria Niterói a São Gonçalo. O trecho São Gonçalo - Itaboraí é o terceiro, que só deverá ser construído após a ligação de Niterói com a futura Estação Praça XV.

sábado, 31 de julho de 2010

Estradas de Ferro de Passageiros no Brasil

estradas de ferro no brasilSem contar as "Maria-Fumaça" e alguns trens turísticos, há duas linhas de ferro abertas a passageiros no Brasil. Apenas duas!

Ambas são operadas pela Vale do Rio Doce, não são trens rápidos e pouca gente sabe de suas existências.

A primeira é chamada Estrada de Ferro de Carajás que liga Parauapebas (PA) a São Luís (MA), capital do Maranhão. O trem para em Marabá (PA), Açailândia (MA) e Santa Inês (MA). São 892km q o trem leva cerca de 16 horas para percorrer o trajeto. Os trens que nesta ferrovia circulam estão entre os maiores do mundo podendo ter três locomotivas e 330 vagões, a grande maioria utilizada para o transporte de minério e não de passageiros.

A maior linha é a Belo Horizonte (MG) - Vitória (ES), que iniciou as operações em 1904. O trem é lento e o trajeto dura 13 horas. Diversas cidades do interior de Espírito Santo e Minas Gerais são atendidas por esta ferrovia.

Antes de fazerem o trem bala, poderiam ampliar o número de ferrovias comuns para passageiros.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Linha 3 do Metrô do Rio Foi Cimentada

linha 3 metro rio cimentadaConforme O Globo publicou em 20 de Julho, moradores de São Gonçalo e arredores estão cimentando a desativada linha de trem que seria utilizada para a Linha 3 do metrô. No local, praças, áreas de lazer e recreação e até churrasqueiras estão sendo construídas, já que não há ainda uma previsão de início das obras.

Entre Maio e Junho deste ano, o Governo de Estado, junto com a Prefeitura de São Gonçalo, retirou 200 metros cúbicos de lixo da antiga linha férrea de 21 quilômetros.

Triste realidade do metrô do Rio.

sábado, 24 de julho de 2010

Bairros São contra Expansão da Linha 1

A expansão da Linha 1 do metrô, apelidado de "Linhão" pelos críticos do Governador Sérgio Cabral pode custar sua reeleição. Os moradores de Ipanema, Leblon e Gávea são contrários às novas estações de metrô planejadas pelo governo.


Origem da Linha 4

A Linha 4 foi planejada para ir da Estação Carioca à Estação Alvorada. Um trecho desta linha foi licitado em 1998 e incluiria as seguintes paradas: Estação Botafogo (que precisa ser expandida), Estação Largo dos Leões, Estação Humaitá, Estação Jardim Botânico, Estação Praça Santos Dumont, Estação Rocinha, Estação São Conrado e Estação Jardim Oceânico. Ficaram de fora da licitação a Estação Alvorada, a Estação Barra Shopping, a Estação Downtown, a Estação Laranjeiras e a Estação Carioca.


Sérgio Cabral Transforma Linha 1 em Linhão

Em 2009, Sérgio Cabral decidiu tirar do papel sua promessa de campanha e construir a linha licitada. Só que, em vez de seguir o projeto original, ele resolveu fazer o seu "linhão". O consórcio vencedor da licitação de 1998 aceitou fazer a Estação Praça Nossa Senhora da Paz, Estação Jardim de Alah, Estação Leblon, Estação Gávea, Estação São Conrado e Estação Jardim Oceânico. Apesar de ser a extensão da Linha 1, o governante decidiu chamá-la de Linha 4.

O projeto de Sérgio Cabral, que começou a destruir o nosso metrô com a construção da Linha 1A, em vez de completar a Linha 2, promete sepultar de vez o projeto da Linha 1 Circular e de uma linha alternativa para o Centro (o projeto original da Linha 4). O Ministério Público avalia se a substituição do projeto licitado é válido.


Todos Contra o Projeto de Sérgio Cabral

Além de engenheiros e especialistas em transporte urbano serem contra os desejos de Cabral, os moradores de Ipanema, Leblon e Gávea também o são e por essa, o governador não esperava. Segundo matéria publicada no Caderno Zona Sul do O Globo (de 01 de julho de 2010), há vários motivos para os bairros não ganharem metrô (muitos deles inválidos): "já há muita gente no bairro"; "o metrô vai chegar de São Conrado superlotado", "é desnecessário", "as distâncias são curtas até a estação", "o bairro tem que ser residencial", "vai atrapalhar o comércio", etc.


Botafogo e Humaitá Querem Metrô

Enquanto isso, Botafogo e Humaitá (foto) preparam abaixo-assinados para entregar ao governador. A Associação de Amigos de Botafogo (AMAB) já entregou uma com 20 mil pedindo a Estação Morro de São João. O Humaitá vai organizar um próprio pedindo a Estação Humaitá e a Estação Largo dos Leões.

Parece que a decisão inconsequente do governador pode custar caro - quem sabe até as eleições. Ele conseguiu irritar moradores de grande parte da Zona Sul, sem contar o Sindicato dos Metroviários do Rio de Janeiro, também a favor da Linha 4 original.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Marketing no Metrô de Paris

marketing metrô parisA empresa sueca Ikea, de móveis de baixo custo, inovou no metrô de Paris. Em quatro estações do Centro, ela colocou seus móveis à disposição dos usuários do metrô.

O sucesso foi absoluto!


Ideia Poderia Ser Adotada no Metrô do Rio

Um percentual de toda a arrecadação do Metrô do Rio, publicidade, marketing e bilheteria deveria ser destinado a um fundo para a ampliação do metrô. Mas infelizmente, o Estado não exige isso da concessionária.

Fonte: Revista PEGN.

domingo, 18 de julho de 2010

E a Estação Morro de São João?

terreno estaçao morro de sao joaoEm 05 de Novembro de 2009, publicamos aqui que a Brascan, dona do Shopping Rio Sul, iria construir a tão sonhada Estação Morro de São João, em Botafogo. Esta estação era parte do projeto original da Linha 1 do Metrô.


Terreno da Estação Morro de São João Abadonado

Infelizmente, muito tempo se passou e nada aconteceu. O terreno continua abandonado (foto) e o tal corredor de acesso, ligando a futura estação ao Shopping, que a Brascan construiria continua apenas no papel. Lembro, que o metrô já passa pelo terreno em direção a Copacabana.

20 Mil Pessoas Assinam Abaixo-Assinado pela Estação Morro de São João

A AMAB (Associação de Amigos de Botafogo), que já entregara um abaixo assinado de 20 mil assinaturas ao Governo do Estado solicitando a construção da Estação Morro de São João, não desistiu da luta. É desejo de Botafogo que a estação seja construída, seja para receber a Linha 1, a Linha 4 ou ambas.

Abaixo coloco o trecho referente ao metrô da ata da reunião da AMAB de 01 de Junho de 2010: "O metrô já não comporta os passageiros agora, e se tornará ainda pior com o acréscimo de mais estações ao longo da Linha 1 até a Barra, portanto, serão os passageiros comuns do dia a dia mais o trânsito dos moradores da Barra e adjacências e os torcedores vindos de toda parte do mundo. Será um verdadeiro caos. Regina falou ainda sobre a licitação das linhas de ônibus, que terá milhares de ações judiciais contra ela propostas pela Fetransporte e que por conta disso não sairá da justiça. A AMAB entende que mais cedo ou tarde terá que se posicionar quanto ao novo traçado alterado do Metrô".

Se não expandirem a Estação Botafogo para que ela receba uma plataforma da Linha 4, o Governo terá que construir uma grande Estação Morro de São João, que receba trens das Linhas 1 e 4 em duas plataformas.

Enquanto isso, conforme sugestão da ata da AMAB, que Botafogo se posicione e seja contra a alteração do traçado da Linha 4.

Veja aqui a matéria de 2009

Fonte da Foto: O Globo (Caderno Zona Sul de 01 de Julho de 2010).

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Os Novos Trens

novos trens chineses metrô RioEm 07 de Março de 2010, o jornal O Globo divulgou como serão os trens comprados da China, que começarão a chegar ao Rio de Janeiro em junho de 2011.

Segundo o Metrô Rio, todos os novos trens circularão na Linha 2, pois eles seus sistemas de ar-condicionado funcionam mesmo fora dos túneis.

A Linha 1 continuará com os trens de 1975.

domingo, 11 de julho de 2010

Antigo Canteiro de Obras de Botafogo Vai Virar Praça

canteiro de obras metrô botafogoEntre 1975 e 2008, uma parte da Praça Nelson Mandela foi usada como canteiro de obras do metrô do Rio de Janeiro. Como qualquer obra do metrô na região não tem previsão de começar, o terreno finalmente se transformará em praça, com jardins e brinquedos para as crianças.


Falta a Estação Morro de São João

É uma pena! Nada contra a praça, mas antes de virar praça, o espaço poderia ser utilizado pelo metrô para a construção da Estação Morro de São João e até mesmo para a expansão da atual Estação Botafogo, que deveria ganhar mais plataformas. O ideal seria transformar o terreno em praça após estas obras.

As obras para transformar o espaço em praça serão feitas pela CHL e começarão no fim de julho, com previsão de término em outubro.

Fonte da Foto: O Globo (Caderno Zona Sul de 01/07/2010).

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Próximas Estações do Metrô Rio

Eis a lista das próximas estações do Metrô do Rio de Janeiro.


Em Construção

  • Estação Cidade Nova (Linha 1A) - Obras de 2009 a 2010.
  • Estação Jardim Oceânico (Linha 4) - Obras de 2010 a 2016.


Planejada pelo Metrô Rio

  • Estação Uruguai (Linha 1) - Obras de 2012 a 2014.


Planejadas pelo Governo Sérgio Cabral

  • Estação Alcântara (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Antonina (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Barreto (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Gávea (Linhas 1 e 4) - Obras de 2011 a 2016.
  • Estação Guaxindiba (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Jardim Catarina (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Jansen de Mello (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Jardim de Alah (Linha 1) - Sem Previsão.
  • Estação Leblon (Linha 1) - Sem Previsão.
  • Estação Mauá (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Neves (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Parada 40 (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Paraíso (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Praça Araribóia (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Praça Nossa Senhora da Paz (Linha 1) - Sem Previsão.
  • Estação São Conrado (Linha 4) - Obras de 2010 a 2016.
  • Estação Trindade (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Vila Laje (Linha 3) - Sem Previsão.
  • Estação Zé Garoto (Linha 3) - Sem Previsão.


Planejadas pelo Plano Original do Metrô

  • Estação Morro de São João (Linha 1) - Obras de 2010 a 2011.
  • Estação Praça da Cruz Vermelha (Linha 2) - Sem Previsão.
  • Estação Praça XV (Linhas 2 e 3) - Sem Previsão.

Carta da Ouvidoria da Barra ao Governo do Estado

Reproduzo abaixo na íntegra carta enviada no último dia 24 de Junho pela Ouvidoria da Barra ao Governo do Estado sobre a construção da Linha 4. A carta foi redigida e enviada após o debate entre Metrô Rio, Rio Trilhos, Governo de Estado e diversas associações de moradores. É consenso geral que a Linha 4 seja construída por Centro, Laranjeiras, Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico, Gávea, São Conrado e Barra da Tijuca, como é o projeto original.

Senhor Governador SÉRGIO CABRAL FILHO,
Membros, Assinantes, Visitantes da
Ouvidoria da Barra e Moradores em geral,

Inicialmente queremos agradecer seu empenho pelo início das obras da tão sonhada LINHA 4 do METRÔ. Agradecemos também o cumprimento da promessa que nos foi efetuada com relação ao início das obras pela Barra da Tijuca.

A promessa de serem ouvidas as comunidades dos bairros envolvidos muito nos agradou da mesma forma que desejamos lhe transmitir nossa posição com relação ao traçado proposto pela Secretaria de Estado de Transportes, para seu total e pleno conhecimento:

Dia 22 estivemos reunidos com as associações de moradores da Gávea, Ipanema, Leblon e também Copacabana para ouvirmos esclarecimentos do Governo do Estado sobre o METRÔ LINHA 4.

VAMOS AOS FATOS REAIS COM NOSSAS S.M.J. PLAUSÍVEIS COLOCAÇÕES:
• A linha 4 do metrô foi licitada em 1998 e previa a ligação do Jardim Oceânico com o Morro de São João (junto ao Shopping RIO SUL - Botafogo).
• O custo desse trajeto seria, em valores atualizados, de aproximadamente R$ 2.8 BILHÕES que seriam assumidos pelo consórcio vencedor, respectivamente, 55% e 45% pelo Governo do Estado que representam em números atuais, aproximadamente R$ 1,5 BILHÕES para a Consórcio e R$ 1,3 BILHÕES para o Governo do Estado.
• Observa-se que o custo, incluindo-se todas as obras, trilhos, estações e equipamentos de sinalização e vagões, pelo projeto original, representaria o custo aproximado de R$ 175 MILHÕES POR QUILÔMETRO ! ! !
• Hoje, com a intenção de modificar o traçado da Gávea para a Zona Sul, obrigará aos usuários da Barra a percorrer 15 estações para chegar à Estação Carioca.
• Essa alteração de traçado (por sinal ainda não totalmente definido) atingirá o montante de R$ 5 BILHÕES DE REAIS, conforme afirmado na reunião pelo representante do Governo, isso sem contatar prováveis problemas com as estruturas de sustentação dos prédios existentes no traçado da Gávea para a Zona Sul em função das perfurações ocorrem em terreno totalmente arenoso que é muito mais dispendioso.
• Particularmente, duvido que não ultrapasse os R$ 6 BILHÕES ! ! ! Esse trajeto proposto pela Secretaria de Estado de Transportes representará um custo por QUILOMETRO, de aproximadamente R$ 400 MILHÕES !!!
• Acontece que o traçado da Gávea para Zona Sul não atenderá às necessidades dos moradores da Barra, Recreio, Jacarepaguá e adjacências que como já afirmei, percorrerão 15 estações para chegar ao centro do Rio (Estação Carioca) além da necessária BALDEAÇÂO na Gávea pois as bitolas das LINHAS 1 e 2 são diferenciadas.
• Ratificando nossa colocação, o representante do Governo do Estado confirmou que 85% dos moradores oriundos da Barra e Recreio se destinam ao centro da cidade. Alegou ainda, erroneamente, que a demanda de passageiros da Barra era de 100 mil passageiros quando só os condomínios da Barra e Recreio, que possuem transporte comunitário, têm juntos, mais de 100 mil usuários e com o crescimento de inúmeras unidades residenciais, tanto na área da Barra como Recreio e Jacarepaguá suplantará em muito a demanda altamente crescente nos próximos 4 anos .
• Outro agravante que vai tornar ainda mais caótico a saída e entrada da Barra é a intenção de construírem um TERMINAL RODOVIÁRIO no Jardim Oceânico no antigo MOTEL MAXIM que representaria uma despesa adicional de desapropriação acima de R$ 20 MILHÕES DE REAIS.
O que queremos, que representa um custo menor e atende satisfatoriamente as necessidades dos moradores de nossa região e dos bairros envolvidos é o seguinte traçado:







• O Terminal Alvorada comportaria, os ônibus de integração oriundos de Jacarepaguá, Recreio e Baixada, além da futura LINHA 6 que prevê a ligação da Barra com o Aeroporto TOM JOBIM, passando por Jacarepaguá, Madureira e Penha e que sequer foi elaborado o edital de licitação.
• No nosso modesto ponto de vista, s.m.j. torna-se prioritária a execução das LINHAS RADIAIS que é o caso do traçado por nós pleiteado, acima descrito.

No trecho por nós sugerido algumas relevantes colocações:
1. A Estação Nova Ipanema seria para atender não só os moradores do Condomínio Nova Ipanema, e frequentadores do Barrashopping bem como os inúmeros condomínios densamente povoados do Parque das Rosas e Centro Empresarial dentre outros, enquanto a estação Marapendi se destinaria a atender moradores da ABM, AMAPLUC e usuários do Downtown, Cittá América e Bon Marché além dos grandes condomínios das imediações.
2. Com os prováveis R$ 5 BILHÕES que o Governo do Estado quer investir no traçado atualmente proposto, daria para atender à demanda de nossa região com sobras e sem provocar o desconforto aos moradores da Zona Sul que certamente pegariam os vagões completamente lotados nos horários de rush quando podem, comodamente, utilizar vagões de final de linha, vazios, na estação General Ozório.
3. Conforme afirmativa do representante do Governo do Estado, na reunião realizada, 85%(oitenta e cinco por cento) dos usuários oriundos da Barra da Tijuca se destinam ao Centro da Cidade.
4. Àqueles que quiserem vir da Zona Sul à Barra, ou vice-versa, que sejam atendidos por microônibus do sistema de integração. Afinal de contas, a Gávea não fica tão distante de Ipanema para justificar um investimento tão alto de perfuração na areia.
Confiantes na sua intenção de ouvir os anseios; como afirmamos anteriormente; contamos com bom senso e coerência de V.Excia, no sentido de atender nossa modesta sugestão que; com certeza; atenderia os desejos latentes da grande maioria da população dos bairros envolvidos.

Paulo Bittencourt
Ouvidoria da Barra

domingo, 4 de julho de 2010

Que Atraso: Ipanema não Quer mais Metrô

praça nossa senhora da pazO Quadrilátero Charme de Ipanema, o Projeto de Segurança de Ipanema, a Associação de Moradores de Ipanema e empresários do bairro são contra a expansão do metrô no bairro. Querem no máximo a Estação Jardim de Alah, mas são totalmente contra a Estação Praça Nossa Senhora da Paz.


Opinião Retrô

Tal opinião é totalmente retrô, contra o progresso da cidade e as melhorias no transporte da mesma. A cada 15 ou 20 minutos a pé, há metrô em qualquer grande cidade. Andar da Praça Nossa Senhora da Paz até a Praça General Osório ou o Jardim de Alah leva mais ou menos este tempo para um jovem e muito mais que este tempo para idosos e pessoas com dificuldades de locomoção.


Praça Será Preservada

As preocupações dos moradores do bairro se dá em relação à preservação da Praça Nossa Senhora da Paz, que não será tocada. Apenas uma saída do metrô está prevista para a praça e mesmo assim, esta será fora do jardim, que é cercado por uma grade. A outra saída da estação está prevista para a Rua Maria Quitéria. Isso já vem sendo discutido desde o final de 2008, quando a Estação General Osório começou a tomar forma.

Ipanema também acha que os moradores andam de carro e que não precisam do transporte. E quem não mora, mas apenas trabalha no bairro? E quem quer ir ao bairro passear?

Os comerciantes do bairro alegam finalmente que o metrô diminuirá o comércio de rua. Tal argumento é absurdo. O metrô não acabou com o comércio de bairros mais populosos como Copacabana e Centro.

Talvez o Governador encontre menos resistência em construir mais estações da Linha 4, em vez de levar a Linha 1 até a Gávea. Botafogo, Humaitá e Jardim Botânico precisam do metrô!