terça-feira, 24 de novembro de 2015

O que São Aquelas Vigas na Estação Carioca?

O que São Aquelas Vigas na Estação Carioca? Muita gente tem perguntado isso após a visita à plataforma da Linha 2 na Estação Carioca. Aquelas vigas não significam nenhum método ultrapassado, nem nenhum sinal de obra mal-feita. As vigas são utilizadas no método de cut and cover para dar sustentabilidade ao túnel e ou buraco abertos. A Estação Carioca, assim como toda a Linha 1 e a parte subterrânea da Linha 2 foram inteiramente construídas pelo método cut and cover.

Veja abaixo algumas fotos do cut and cover sendo utilizado em diversas obras pelo mundo:

obras metro rio

obras metro rio vigas



Estação Largo do Machado

Estação Saes Peña

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Governo Contratou Projeto Detalhado/Técnico da Linha 2 do Metrô do Rio

projeto detalado linha 2 metro rio
No Sábado, 14 de novembro de 2015, o Secretário Estadual de Transportes, Carlos Osório, anunciou que o projeto detalhado/técnico da expansão da Linha 2 foi contratado pelo Governo do Estado à concessionária Metrô Rio por cerca de R$ 20 milhões.

O projeto detalhado/técnico deverá ficar pronto após os Jogos Olímpicos. As obras deverão começar após os Jogos Paralímpicos.

obras linha 2 metro rioO Governo Estadual confirmou que a Linha 2 ganhará mais quatro paradas: Estação Catumbi, Estação Praça da Cruz Vermelha, Estação Carioca e Estação Praça XV.


Localizações Previstas Desde 1968

Também foram confirmadas suas localizações, que seguem as locais previstos e originais de 1968.

Carlos Osório também anunciou que a Estação Praça XV será construída em profundidade suficiente para uma futura ligação com a Estação Praça Araribóia, tal como previsto em 1968.


Sinalização Automática Prevista

Também foi confirmado que o Estado vai substituir a sinalização manual da Linha 2 pela sinalização automática, como em grande parte da Linha 1.

Outra notícia interessante é que o Estado vai montar um segundo centro de manutenção num terreno em Maria da Graça.

Por fim, ele anunciou que será o tatuzão que fará a escavação. Isso é algo que deverá ser desaconselhado pelo projeto por alguns motivos: o trecho a ser escavado é muito curto e o tempo de montagem e desmontagem da máquina é grande; o tatuzão que o estado do Rio tem é enorme e o menor dos anos 80 já causou bastante estragos por ali nos anos 80.

Boas notícias!

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Identificaram a Passagem para a Plataforma da Linha 2 na Estação Carioca

Agora que o segredo foi revelado, a concessionária Metrô Rio identificou as duas portas que dão acesso à plataforma da Linha 2 no subsolo.

Identificaram a Passagem Linha 2



terça-feira, 17 de novembro de 2015

Baldeação na Estação Carioca

Poucas pessoas fizeram baldeção entre as Linhas 1 e 2 na Estação Carioca e sem dúvida este é o primeiro video de uma da história. Confira:


domingo, 15 de novembro de 2015

Entramos na Plataforma Fantasma do Metrô do Rio de Janeiro

blogueiros entram plataforma fantasma
Entramos na plataforma fantasma da Linha 2 na Estação Carioca em 13 de novembro de 2015. O Blog Metrô do Rio estava presente!


A Expectativa

Cheguei à Estação Carioca por volta de 13:30 do dia 13 de Novembro. Uma sexta-feira 13. A visita autorizada à plataforma da Linha 2 na Estação Carioca estava agendada para às 14:00. Mesmo já estando na Estação Carioca era difícil acreditar que iríamos conhecer um dos maiores segredos da cidade do Rio de Janeiro: a plataforma da Linha 2 na Estação Carioca. É preciso entender o porquê de tanto (desnecessário) segredo.


O Segredo

O segredo começou na era pré-internet. As obras da Linha 2 simplesmente pararam por falta de recursos financeiros, em 1981. Tentaram recomeçá-la algumas vezes nos anos 1980 e 1990 mas ela não foi concluída. A plataforma da Linha 2 passou a ser um assunto embaraçoso para os diversos Governos que assumiram o Estado. Poucas vezes a Linha 2 ganhou atenção dos governantes. Basta ver que até hoje sua sinalização é manual. Para piorar, o Governador Sérgio Cabral optou por em vez de terminar a obra da Linha 2 no Centro por construir o atalho, chamado de Linha 1A, o que colocou os trens da Linha 2 nos trilhos da Linha 1. Esta decisão do ex-Governador passou a ser embaraçoso também para a concessionária Metrô Rio que se comprometera a levar a Linha 2 até a Carioca. Levou do jeito mais barato. Economizou muito dinheiro mas sua operação piorou consideravelmente. O assunto também passou a ser embaraçoso para ela. Omitir a plataforma da Linha 2 para a imprensa e o grande público sempre foi conveniente para os Governos e para a concessionária.


Histórico

  • Em 1968, o projeto do metrô do Rio foi divulgado e a Linha 2 começaria na Estação Belford Roxo e terminaria na Estação Praça Araribóia.
  • Em 1969, o Globo publicou que a Estação Carioca seria a maior do sistema, com as Linhas 1 e 2, jardins e um centro comercial, chamado de Cidade Subterrânea.
  • Em 1975, começaram a construir a Estação Carioca, que seria inaugurada em 1981. Foi neste espaço de tempo que a plataforma da Linha 2 foi construída.
  • Em 1981, a Linha 2 foi inaugurada apenas com a Estação Maracanã, Estação São Cristóvão e Estação Estácio.
  • Em 1987, o Governo anunciou que concluiria até 1989 a Linha 2 entre a Estação Belford Roxo e a Estação Carioca. Encontramos pixações dentro na plataforma com a data de 1988. Algo foi feito ali neste período.
  • Em 1988, a obra da ligação entre a Estação Estácio e a Estação Carioca finalmente começou. O Governo escavou um poço após a Estação Estácio, contratou a Camargo Corrêa para montar um tatuzão ali e em 10 meses o tatuzão chegaria até a Estação Carioca.
  • Em 1989, o remanejamento da rede de serviços públicos foi realizado no entorno da Praça da Cruz Vermelha.
  • O tatuzão escavou cerca de 80 metros como teste e rachou diversos edifícios na superfície, conforme relatado pelo O Globo em 1989 e 1990.
  • Em 1992, após dois anos de paralisação, os moradores tiraram os tapumes da obra da obra da Linha 2 para desobstruir o tráfego.
  • Novos Governos tentaram retomar a obra nos anos 1990 mas esbarraram na falta de recursos financeiros.
  • Em 2009, o Governador Sérgio Cabral optou por construir a Linha 1A em vez de concluir a obra da Linha 2.
Para maiores detalhes clique em Cronologia do Lote 29.


Tatuzão da Camargo Corrêa

O Tatuzão da Camargo Corrêa, que deveria construir o túnel da Linha 2 no Centro, foi desmontado a remontado em Fortaleza (CE) com a falta de pagamento do Governo do Estado do Rio de Janeiro. A lenda de que ele ainda estaria montado no Rio de Janeiro é falsa.


Túnel da Estação Estácio

Após a plataforma da Estação Estácio, há cerca de 150 metros de trilhos. Esta informação foi confirmada pelos engenheiros que nos acompanharam na visita. No entanto, há uma parede que impede o tatuzão de seguir adiante. Um poço, alguns metros adiante, foi especialmente aberto em 1988 para a montagem do tatuzão. Este poço foi posteriormente fechado pelo Governo do Estado. Em resumo, após a Estação Estácio, há 150 metros de trilhos, uma parede, e alguns metros à frente, há um poço soterrado e fechado.


Linha 2 Voltou à Pauta

Ao longo de 2014 surgiram informações de que a concessionária Metrô Rio havia pedido ao Governador Pezão que concluísse a Linha 2. A operação metroviária está sobrecarregada e vai piorar quando a Linha 4 for inaugurada. Reeleito no fim de 2014, Pezão prometeu a obra, que vem sendo anunciada e repetida pelo Secretário Estaadual de Transportes Carlos Osório.


A Entrada

Após receber os capacetes, acompanhamos três engenheiros e um segurança do Metrô Rio pela Estação Carioca. Por onde seria a entrada? Obviamente que entraríamos por uma área reservada e não pelo que seria o acesso dos passageiros, se a estação estivesse aberta. Esta entrada é uma pequena porta no canto da estação, no fim da plataforma de quem desembarca do trem da Linha 1 em direção à Estação General Osório. Esta área técnica será regularmente utilizada como área técnica mesmo quando a plataforma tiver sido inaugurada.


O Que Nos Aguardava?

Pelos poucos relatos que tínhamos e pelas únicas duas fotos conhecidas até então, pensávamos que fôssemos entrar num lugar escuro, pequeno, onde havia um terço de uma plataforma de metrô. Haveriam também muitos ratos e não se poderia deslocar muito devido à falta de luz e o pequeno espaço apertado.


O Que Achamos?

A impressão que tivemos é que quando a obra parou, os operários largaram tudo ali e foram embora. E assim ficou durante todo este tempo. Encontramos cadeiras, latas de tinta e garrafas de plástico dos anos 1980. Encontramos uma pixação na parede com a data de 1988, provavelmente de alguma pessoa revoltada com a dispensa de seus serviços. Também encontramos material que seria instalado e que não deu tempo de ser colocado: canos, uma bomba de água, placas na cor laranja onde indicaria a ligação com a Linha 1 e até peças de uma escada rolante que nunca foram instaladas.

São poucos pontos de luz que ficam ligados 24 horas por dia que iluminam o local. Muito calor numa área sem ventilação. Suamos muito. É possível escutar os trens do metrô da Linha 1 passando o tempo todo sobre nossas cabeças.

Encontramos mais do que esperávamos. Primeiro: a estrutura da estação está toda escavada e construída. As salas internas, de segurança, de repouso, de manutenção, refeitório para funcionários, banheiros para funcionários, etc estão prontas. Algumas delas contam inclusive com o acabamento nas paredes, no teto, etc. É claro que é preciso terminar este acabamento, limpar e retirar o entulho de toda a área.

Ficamos impressionados que diferente do que prevíamos, a área dos passageiros está bastante adiantada. Não foi só um pequeno espaço que fizeram. O túnel próximo à Avenida Rio Branco está pronto. Além das plataformas, há mais alguns metros de túnel e logo depois a parede. Esta parede será derrubada para continuarem a escavação em direção à Estação Praça XV. O espaço para funcionários caminharem dentro deste túnel também existe. Os acessos ao mezanino da Estação Carioca ou diretamente à plataforma da Linha 1 estão prontos. As escadas foram construídas. Só faltou mesmo colocar as escadas rolantes (os espaços está reservados para tal) e abrir as paredes, que obviamente foram construídas para serem temporárias mas já estão lá há 34 anos. Num dos acessos, subimos as escadas e abrimos uma pequena porta na plataforma da Linha 1. Incrível!

Na outra ponta da plataforma ainda é preciso de mais obras. As vigas impedem a passagem. Mas no total, um terço da plataforma está totalmente construída. Este restante que falta ser construído é na direção Avenida República do Paraguai. O último acesso totalmente construído é o que daria acesso dentro da academia de ginástica que hoje está operando dentro da estação. Aliás, fomos informados que o contrato de locação com a academia prevê que em caso de construção da Linha 2 que ela terá que deixar o espaço. Como a obra não foi concluída nesta extremidade, faltou construir um acesso de passageiros que descerão na Avenida Chile diretamente para a plataforma da Linha 2.


Estação Estácio

Apesar de maior, a Estação Carioca tem mais ou menos a mesma estrutura da Estação Estácio. A diferença é que há mais acessos, tanto de baldeção, quanto de entrada direta na Linha 2 vindo da superfície.


Sentimentos

Após a visita, sentimos uma mistura de emoção e frustração. Emoção, pois um dos mais bem guardados segredos do metrô - na verdade da cidade - enfim fora revelado. Não há mais duas únicas fotos da estação, mas algumas dezenas. Pudemos contar o que há ali em baixo.

No entanto, veio uma frustração. Estes sentimentos não deveriam existir. Esta obra não deveria ser segredo. Ela deveria ter sido feita e concluída desde 1981. A plataforma da Linha 2 foi visitada por menos de cem pessoas desde a paralisação da obra. Mas a Linha 2 deveria estar recebendo cerca de 70 mil pessoas na hora do rush. Os trens da Linha 2 já deveriam estar circulando com 8 carros, trazendo mais conforto, rapidez para a população fluminense e chegando a outros bairros do Centro. Por que o Ministério Público nunca obrigou o Estado a concluir esta obra? Enfim, vamos continuar divulgando até que a Linha 2 seja concluída em seu eixo Centro.


Fotos


Um dos acessos por onde passageiros deveriam estar passando no dia-a-dia,

Escada para baldeação com a Linha 1, direto na plataforma da Linha 1.

Subindo a escada em direção à Linha 1.

No extremo sul na plataforma central da Estação Carioca, fiz a baldeação para a Linha 1. Esta parede de mármore deverá ser derrubada no futuro. Dentro, as paredes já estão revistidas de pastilhas. Quem diria que milhares de pessoas ficavam tão próximas da Linha 2 e nem sabiam?

Outro acesso de passageiros.

Outra escada de passageiros.

                Operários abandonaram o local quando dispensados e alguns pixaram as paredes.

Outra escada de acesso. Repare à direita o espaço para a escada rolante.


Estrutura interna da estação. Área para funcionários, área técnica, banheiros, almoxarifado, etc.

                                                                    Estrutura interna.

Primeira visão. Foto tirada da plataforma lateral mostrando o local onde deverão ser instalados os trilhos. Estas pontes sobre os trilhos são provisórias e de madeira. Servem apenas para os raríssimos visitantes do local.

Vigas impedem a passagem em direção à Estação Praça da Cruz Vermelha. Estas vigas estão abandonadas sobre os dois túneis, tanto dos trens vindos da Estação Praça da Cruz Vermelha, quanto dos que iriam para a Estação Praça da Cruz Vermelha.

 
Vejam o tamanho da estação.

Outra foto mostrando a área da estação. Cuidado com o Buraco!

Tudo semi-pronto!

A maior estação do metrô do Rio precisa de corredores largos.

Novamente a plataforma.

Outro ângulo mostra trecho em direção à Estação Praça da Cruz Vermelha.

Vigas abandonadas.

Estação está assim desde os anos 1980.

É preciso concluir a obra!

Sujeira de obra e lixo ficaram pelas vias dos trens. Foi possível ver garrafas, canos e cadeiras.

Outro ângulo das vigas sobre a plataforma.

Atrás desta parede, há uma escada para baldeação com a Linha 2.


Participaram desta Visita a convite do Governo do Estado

  • Atílio Flegner: Movimento Linha 4 Que o Rio Precisa.
  • Luiz Henrique Barroso: Aguardando Liberação do Tráfego à Frente.
  • Miguel Gonzalez: Blog Metrô do Rio.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Governo Planeja Metrô Até 2045

mapa metro rio
metro rio 2045 O Secretário Estadual de Transportes Carlos Osório fez duas reuniões com as associações de moradores e do comércio de Tijuca e Méier e outra com as assosicações de moradores de Jacarepaguá, Freguesia e adjacências.

Nas duas palestras ele começou falando da importância de se concluir a Linha 2 Centro ligando a Estação Estácio com a Estação Catumbi, com a Estação Praça da Cruz Vermelha, com a Estação Carioca terminando na Estação Praça XV.

No entanto, o Secretário erradamente informou que pela primeira vez o Estado teria um Plano Diretor Metroviário. Ele mostrou desconhecer os PDMs de 1968, atualizado nos anos 1970, atualizando novamente nos anos 1980, 1990 e 2000.


Méier

Sobre a expansão para o Méier (Linha 1C), o Secretário falou que a ligação partiria da Estação Uruguai para a Estação São Miguel, Estação Vila Isabel, Estação Grajaú, Estação Engenho Novo, Estação Méier e finalmente Estação Engenho de Dentro. Este traçado é diferente do traçao do último PDM que previa a ligação a partir da Estação Uruguai para a Estação Praça Sachet, Estação Grajaú, Estação Barão do Bom Retiro e Estação Méier. A boa notícia é que a duplicação da Estação Uruguai estaria garantida, pois o Secretário também disse que até 2045 a ligação entre a Estação Gávea e a Estação Uruguai sairia do papel.


Zona Oeste

Quanto ao metrô para Jacarepaguá, ele seria a Linha 6 por onde o Prefeito correu e construiu seu corredor de ônibus. O traçado da Linha 6 e suas estações não estão definidos.


Plano Diretor Metroviário

O Plano Diretor Metroviário (PDM) do atual Governo do Estado deverá ser apresentado à imprensa no primeiro semestre de 2016. Mas quem garante que os futuros Governos o seguirão?


PDM do Blog 2020

O blog lançou há cerca de dois anos seu próprio Plano Diretor. Nele, a Linha 1 ganharia a Estação Morro de São João e a ligação Estação Gávea - Estação Uruguai para fechar o anel. A Linha 2 seria concluída no Centro com as Estação Catumbi, Estação Praça da Cruz Vermelha, Estação Carioca e Estação Praça XV. A maior e mais custosa obra seria a da Linha 4 que no seu eixo Oeste iria até a Estação Alvorada e no seu eixo Sul e Centro iria até a Estação Carioca.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

O trajeto da Linha 2 do Metrô do Rio

traçado linha 2 metro rio
Como a Linha 2 do Metrô do Rio de Janeiro se expandiu e mudou ao longo dos anos.


Os Traçados

  • 1981 - Estação Maracanã - Estação Estácio.
  • 1983 - Estação Irajá - Estação Estácio.
  • 1985 - Estação Maria da Graça - Estação Estácio.
  • 1987 - Estação Inhaúma - Estação Estácio.
  • 1991 - Estação Engenho da Rainha - Estação Estácio.
  • 1996 - Estação Vicente de Carvalho - Estação Estácio.
  • 1998 - Estação Pavuna - Estação Estácio.
  • 2010 - Estação Pavuna - Estação Botafogo*.
  • 2010 - Estação Pavuna - Estação Estácio**.
  • 2018 - Estação Pavuna - Estação Praça XV***.

* = Em dias úteis através da Linha 1A.
** = Nos finais de semana.
*** = Previsão.